Portugaltunas - Tunas de Portugal

/5 ( votos)

III Badalo (e algumas palmadas!)

O primeiro festival do semestre por si só prometia e o entusiasmo em cada Feminina era mais que evidente. Desta vez, e pela primeira vez, A Feminina tinha como destino Évora, participando no III Badalo, festival organizado pelo Grupo Académico 6Tetos (obrigada!) ? um festival diferente para uma tuna diferente, uma vez que éramos a única tuna feminina a concurso!Como já vem sendo habitual, iniciámos a nossa aventura com uma viagem de autocarro, animada como sempre, bem brindada e envolta em ambiente bem divertido durante caminho inteiro, desde as nossas vaquinhas aos agricultores! Chegadas a Évora, foi hora de arrumar os instrumentos e seguir para o jantar, onde o convívio com outras tunas não faltou. Seguiram-se várias horas de muita dança, e convívio bem regado noite adentro!Depois de uma "noite" de pouca horas de sono (talvez 2-3h, para as mais dorminhocas), iniciava-se o dia de Sábado, dia habitual de Passa-Calles para o qual a Açorda do almoço nos ajudou a acordar; este ligeiramente diferente do normal, no qual os nossos guias Bote, Taveira, Ribeiro, Migas e Luís (obrigada pela paciência toda - sim nós sabemos que é difícil :p) nos levaram a passear pela cidade de Évora, cantando umas modinhas e fazendo os habituais brindes (com água dá azar...), numa tarde bem passada (e com muitas fotos à mistura)!Aconchegadas com o jantar (poderia ser o festival do bacalhau? literalmente) era hora de ensaiarmos pela última vez.Vozes aquecidas? Check. Instrumentos afinados? Check. Palavras motivadoras das ensaiadoras? Check. E assim estava tudo pronto (ou não) para mais uma vez subirmos a palco ? só que esta era uma noite ainda mais especial, com a estreia da nossa nova solista Márcia: Parabéns! - nervosismo era muito mas no fim foi um grande momento e encheste-nos a todas de orgulho! (inclusive a 3 auto-intitulados ?dinos?, que largaram as suas coisas em Lisboa para partilhar mais uns momentos connosco ? e serão sempre bem vindas!).Mas no final foi a Canção do engate que teve um sabor muito especial, quando vemos chegar (e juntar as vozes às nossas, mesmo de fora do palco) os nossos queridos amigos da TAFUL (que, quando querem, até são bons rapazes).Com a sensação de dever cumprido, chegava a hora dos prémios e de mais uma estreia: a primeira vez que a nossa Magister Patrícia e a nossa Vice-Magister Barbie subiam a palco e logopara receber os prémios de ?Melhor Cajado? e ?Melhor Chibato? (vulgo Melhor Porta-estandarte e Melhor Pandeireta respectivamente, e sim, foi difícil na altura perceber o que estávamos a ganhar!).Mas os 6Tetos teriam guardado omelhor do festival para o fim, com a sua música mais conhecida (principalmente o refrão): ?Palmadas palmadas, dá-me umas palmadas. Amarra-me as mãos e.. dá-me umas palmadas? com direito a coreografia, executada na perfeição pelas nossas Magister e Vice- Magister em palco (momento e música que nunca mais sairão das nossas cabeças!)E como nenhuma noite d?A Feminina termina antes das 6h, seguia-se uma noite muito animada na discoteca Praxis, de onde só saímos quando a mesma fechou! (não mentimos ao cantar que ?Até ao nascer do dia, a Femi aguenta maaaais!?)Assim terminava mais um festival que certamente estará no top de muitas, desde as mais novinhas às mais ?antigas?. Será com certeza um sítio ao qual as mais de 50 irão querer voltar, com muitas memórias e recordações que só quem lá esteve sabe!Meira e Irma

 

Post original em: http://afemininafful.blogspot.com/2016/04/iii-badalo-e-algumas-palmadas.html

Parceiros