Portugaltunas - Tunas de Portugal

Ultima Hora: Orfeão Universitário do Porto emite Comunicado
Redes Sociais 5/5 (1 votos)

Ultima Hora: Orfeão Universitário do Porto emite...

OUP não participará em mais actos da Queima 2012...

ler mais

J.Pierre Silva

Trago a lume as palavras do nosso ilustre Conquistador, retiradas do blogue da Tuna Veterana do Porto, datadas de 2007 e parecem escritas de propósito para agora: (vale a pena ler) "Ora, ou muito me engano, ou há aqui veteranada. Fartos de não terem autoridade, as cabecinhas pensadoras da nossa praxe viraram-se para o autoritarismo. Deu-lhes para porem no mesmo pé de igualdade o OUP e os restantes agrupamentos circum-escolares (se é que têm esse estatuto). E aqui começa o erro fatal: 1 - o OUP é uma instituição mais antiga do que a maioria das faculdades da Universidade do Porto; 2 - o OUP, do alto dos 95 anos de História e de memória viva da Academia - para o bem e para o mal -, não aceita lições de praxe de ninguém, nem precisa de ser chamado às responsabilidades académicas que sempre soube cumprir - quando para isso teve condições; 3- o OUP trajou capa e batina durante o PREC, numa altura em que os pais de alguns dos actuais "Duces Facultis" ainda nem haviam começado a namorar... 4 - o OUP sempre manteve um grupo de fados, dentro da medida das suas possibilidades artístico-etílico-voluntariosas e, com isso, criou uma escola e uma continuidade - coisa que nenhuma das outras faculdades da UP (e não só) mantém, sequer; regra geral, esses grupos foram (são) intenções espúrias e sobrevivem para Queimas e afins graças a velhas glórias que só aparecem nessas alturas; 5 - este vosso criado, que tantos ouvidos arranhou com as suas guitarrices, por exemplo [não desfazendo o enorme Zé Costa, o supremo Ruizão, o academíssimo Misha, o incansável Astro, o veteraníssimo Tocas, o esforçadíssimo Tutan, e tantos outros (perdoem-me a não-inclusão no rol) que actualmente militam na Veterana] deixou o OUP e, por consequência, o Grupo de Fados, ainda as cabecinhas (muito "inhas"...) pensadoras não sabiam as primeiras letras; (...) onde estavam esses "senhores" quando o OUP: 1. reintroduzia a capa e batina no Porto? 2. constituía o acervo da memória da Praxe? 3. cedia as suas instalações e o seu potencial humano na adopção da capa e batina como traje académico nacional em detrimento da velha "loba"? 4. aderia aos lutos académicos de 1914, 1939 e 1969? 5. levava aos quatro cantos do mundo o nome da Academia, ao som dos Amores de Estudante? 6. criava o conceito de Festival de Tunas em Portugal? 7. moldava o rosto da queima com a Romaria Académica? 8. manteve a Praxe viva, contra ventos e marés politiqueiras? 9 . criava o traje feminino?... 10. era agraciado com a Medalha de Ouro de Mérito Artístico da Cidade do Porto? 11. a sua alta conduta cívica e moral lhe valiam a Comenda da Ordem de Benemerência (atente-se bem no significado desta comenda)? 12. o seu papel inigualado na divulgação da cultura portuguesa junto das populações mais isoladas lhe valia a Comenda da Ordem de Instrução Pública (e reflicta-se no significado deste galardão) - quantas ambulâncias foram compradas com o dinheiro angariado pelos espectáculos que o OUP ofereceu? Quantas igrejas recuperadas? Quantas agremiações culturais reestruturadas, reequipadas, "re-sedeadas"? 14. dava dos estudantes do Porto a imagem de generosidade, daqueles que, mais favorecidos pela sorte, partilhavam com irreverência e galhardia o seu tempo, sempre com o mesmo brio, no palácio como na choupana? Quantas outras instituições de cariz académico desta cidade, e mesmo sem este cariz, pode apresentar algo que sequer se assemelhe? Não certamente o Magnum... Sem desprimor para os outros grupos de fados, que não devem ser responsabilizados por esta fantochada: também eles não podem fazê-lo... Para tudo resumir: onde estava o Magnum Consilium Veteranorum quando o OUP cumpria SOZINHO as OBRIGAÇÕES DE TODOS? Espera lá: NÃO estava, pura e simplesmente. E pasme-se: PORQUE NEM SEQUER EXISTIA!... Isto, se mais não fosse, deveria fazer corar de vergonha os perpetradores da aleivosia. Como Académico, sinto-me desconsiderado e injustiçado. Como Orfeonista, sinto-me muito acima desta tropa fandanga de veteranos de 3/4 de mês - tanto que a surpresa é maior do que o real valor do insulto. Pessoalmente, reajo muito mal às injustiças. Não me critiquem por reagir ainda mais a uma injustiça que considero pessoal." in http://tvpenianos.blogspot.pt/ (artigo de Eduardo Coelho, de 22 Outubro 2007).

Gato Preto

Em meu nome, para já, quero expressar a mais viva solidariedade para com o Orfeão Universitário do Porto face à campanha mais vil e hedionda que recordo no movimento associativo desde a retoma das tradições estudantis portuguesas. Apenas dizer desde esta VOSSA Lusa Atenas: CONTEM CONNOSCO, AMIGOS! Paulo Cunha Martins (Veterano da Secção de Fado da Associação Académica de Coimbra)

O Conquistador

Como Sócio Auxiliar do OUP, sinto-me profundamente grato com a vossa solidariedade. É nas ocasiões que se vêem os amigos. Forte abraço!

J.Pierre Silva

Acredita, Conquistador, que não se trata de uma mera questão de amizade, mas da mais elementar justiça e coerência. Dar razão a quem a tem e, neste caso, condenar veemeentemente quem prevaricou repetida e deliberadamente.

8.º CITADÃO: Reportagem
Notícia 5/5 (3 votos)

8.º CITADÃO: Reportagem...

Num IPV completamente "à pinha"!...

ler mais

Hugo Henriques

A TUNADÃO 1998, na noite de Serenatas, tocou o "Novo Fado da Severa" que ficou eternizado na voz de Amália Rodrigues como "Rua do Capelão" e "Amor Vádio" (original). Fica o apontamento. :)

Davide Ricardo

A TUNADÃO 1998, na noite de Festival, tocou também o seu instrumental de Aram Khachaturian - Sabre Dance e uma serenata original, intitulada Bela Atlante. Os 3 primeiros temas mencionados na notícia fazem referência ao medley - Estudante de Viseu. Para o ano há mais. ;)

Davide Ricardo

Para que não hajam dúvidas :) A TUNADÃO tocou no 8º CITADÃO: Noite Serenatas - Novo Fado da Severa - Amor Vadio Noite de Festival - Estudante de Viseu (medley composto pelos originais Ouvi Cantar, Estudante de Viseu e Valsa da Madrugada) - Bela Atlante - Instrumental Sabre Dance de Aram Khachaturian - Viseu Graciosa - Caravelas e Menina da Saia Preta Todas as músicas são originais à excepção do Novo Fado da Severa e o instrumental Sabre Dance. Obrigado.

Nota de Imprensa
Notícia 0/5 (0 votos)

Nota de Imprensa...

Pela Administração do PortugalTunas...

ler mais

José Duarte

O que se passou?

R T

Caro José: Não querendo deixar de te responder sendo por isso deselegante, entende-se que o conteúdo desta pequena nota de imprensa é suficientemente claro. Ir mais além é, até, dar importância a quem não a detêm. Fica o conteúdo da mesma que por si só bastará. Abraços!

O Conquistador

José Duarte: se calhar, valerá a pena cruzar esta nota de imprensa com o post "Voltam os Vampiros" no fórum. Penso eu "de que". Abraço!

O Conquistador

Aliás: o post em causa é "Se outros calam, cantemos nós" - com perdão pelo lapso. Abraço!

Vitor Branco

Tudo isto para dizer que não vão ao F.I.T.A.?...

O Conquistador

Ó Vítor Branco, o F.I.T.A. tem por trás da organização algum grupo ou entidade que tenha gerado mal-estar entre as tunas ultimamente? Pensava que isto se referia às localidades mencionadas no post "se outros calam".

Vitor Branco

O FITA tem por trás o Magnum Consilium Veteranorum do Porto , que tem tido os problemas que se sabe com as tunas (porque à FAP é-lhes indiferente se acontece ou não, que até lhes dá chatice a mais para tão pouco dinheiro que rende). E quando o artigo diz "e no Porto é a miséria que se sabe, depois das palhaçadas que correram transversalmente o último ano e pelo menos, que culminará na nauseante Fita do costume desta season" não é propriamente subtil. Mas eu também só falei do FITA, porque sou do Porto e porque a minha tuna lá vai este ano pela primeira vez, o que, enquanto membro fundador, posso dizer que é coisa que no princípio nunca nos passou pela cabeça, devido à dimensão e características da faculdade a que pertence, e muito trabalho nos deu durante estes anos. Mas no fundo o que eu queria dizer, é que não sou apreciador dos extremismos de nenhum dos lados (que, como sempre acontece, sabem sempre mais de um dos lados da história do que do outro), nem que desapreciem o trabalho de muito boa gente que actua em determinados eventos, só porque a organização não é flor que se cheire.

O Conquistador

Meu caro Vítor: penso que não está em causa ir a tuna A ou B - ou, pelo contrário, não ir a tuna X e Z. O PTunas, ao que percebi, não está contra as tunas que participam - que certamente têm muito mérito. Está "contra" o facto de por trás do mesmo estarem forças cujas decisões têm contribuído para gerar divisões e mal estar entre as tunas - indo muito para além do que podem e devem, metendo-se onde não são chamados. Não é uma questão de extremismo, mas de princípios. Nota que o mesmo se está a passar em Coimbra e noutros lados. Terás razão se o PTunas for dar cobertura e outros eventos por trás dos quais estejam forças que procuram dividir as tunas para reinar sobre elas, desvirtuando o fenómeno. Se isso acontecer, cá estarei do teu lado para os acusar de hipocrisia. Se não, então estão a agir segundo princípios editoriais, o que não me parece, de todo, "extremismo".

Vitor Branco

Se calhar escolhi mal a palavra. Leia-se "inflexibilidade", então. Mas respeito a decisão do pessoal do PTunas, claro. E digo mais, concordo até.

Vitor Branco

Bastava haver uma divisão mais explícita entre os comunicados oficiais, como este, e alguns posts (como aquele do "cantemos nós" que referiste). Sob pena de começar a parecer que um grupo restrito de pessoas / tunas quer fazer às tunas aquilo que acusam um grupo restrito de pessoas de fazerem à praxe.

O Conquistador

Hmmm... percebo o que queres dizer. Não me parece corresponder à realidade, se bem conheço a pessoa em causa. É o eterno problema de quando se está a dizer uma coisa em nome pessoal ou em nome de uma instituição. Chega a uma altura em que se pode confundir uma com a outra... Percebo o que queres dizer. Mas acredita que não podias estar mais longe da verdade. Abraço e boa sorte para o F.I.T.A.

R T

Boa tarde a todos! Por questões de formatação e para não maçar, sugiro que passemos para a sala do lado - forum - que lá responderei com todo o gosto a Vªs Exªs! Abraços!

R T

Conquistador: Não há qualquer confusão aqui, devo frisar. Atravessou-se em razão de matéria e em razão de competência quem tinha de se atravessar. Aliás, quem sugere uma ligação entre a Nota de Imprensa e um post no forum nem sequer fui eu..... Tudo muito claro. As usual. O que é pessoal assim é; o que é institucional claramente que o é, como sempre o foi. Abraços!

R T

Pelos vistos tem o PortugalTunas razão. A sensatez está sempre do lado da razão.

15.º Feituna - Festival de Tunas de Santa Maria da Feira
Notícia 3/5 (2 votos)

15.º Feituna - Festival de Tunas de Santa Maria ...

Resultados...

ler mais

R T

Boa Noite. Apenas para dizer que - e a verdade é para ser dita, doa a quem doer - o prémio de Melhor Instrumental foi atribuído a uma tuna que não tocou qualquer peça instrumental e no caso concreto; Tratou-se de um aberrante e clamoroso erro do Jurado. Abraços a todos!

Carlos Matos

pois... por vezes há coisas destas.... ;)

Notícia 5/5 (1 votos)

XI Acordes...

A reportagem completa......

ler mais

Cláudia Duarte

falta o prémio de Melhor Serenata!! :)

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44

Parceiros