Portugaltunas - Tunas de Portugal

Lello Avelino

Até as Juntas de Freguesia? Que vergonha!!!

Caros amigos
Na passada noite de sábado, 27 de Junho, decorreu no largo do mosteiro em Rio Tinto, um "proclamado" Encontro de Tunas, que serviria de festejo nas comemorações da subida de Rio Tinto a Cidade.
Algo que me causou de imediato "calafrios na espinha" foi o atraso com que tal espectáculo começou. Agendado para as 21h30 e começando mais de meia hora de atraso. A "animação" que encontrei ao deparar-me com tal "festa" foi fatídica. Não se encontravam presentes mais do que 10 espectadores no recinto, incluindo eu e a minha esposa, com um acréscimo de 5 ou 6 indivíduos que ao que parecia ser norma se reuniam neste local para fumar a sua "ganza".
Algo mais bizarro estaria para acontecer… Tal foi o meu espanto a quando me apercebo da presença de um dos apresentadores do evento a questionar uma das Tunantes que participavam no “encontro” sobre que instrumentos tocavam e que tipo de música iria ouvir! (Será que eles ao menos sabem o que é uma Tuna?)
Mas calma que ainda não é tudo…
Flutuavam no ar, alto e bom som, as harmonias vibrantes de “Tony Carreira” (não que tenha alguma coisa contra o Tony) num P.A. (Public Audience) recheado de colunas monstruosas, mesas cheias de luzes e acreditem ou não, 8, sim, 8 microfones no palco…
Anunciaram finalmente a primeira Tuna do “encontro”, a Atituna, às quais aproveito para dar os meus parabéns, porque eu não teria tido a mesma postura que elas tiveram. Numa “plateia” a abarrotar… de lugares vazios ouviram-se as primeiras palmas arrancadas à força pelas animadas moçoilas. E agora sim, vem a festa…
1º Como elas eram bem mais que 8, os microfones não eram claramente suficientes, nem para as vozes afinadas que elas tiveram, nem tão pouco para os instrumentos que tocavam.
2º O “técnico de som”, percebia tanto daquilo como eu entendo de “inseminação artificial de vacas leiteiras por esperma de boi cobridor criado para o efeito”, pois ao primeiro som emitido pelas vozes das raparigas um longo e sonante feedback soou.
3º A solução apresentada foi de bradar aos céus! Se eu n entendo nadinha de som, para eliminar o feedback, então a solução é “logicamente” remover o som quase na totalidade. É de saber que quando se tira a amplificação por microfones a instrumentos acústicos, estes não se fazem ouvir! Muito menos ao ar livre!!!!!
4º A paciência de 2 Tunantes de segurarem nos microfones uma vez que se estes estivessem nos tripés não captavam o pouco som devido à regulação do volume.
5º Foram continuadamente chamados de “estudantes” os Tunos e Tunantes das Tunas presentes. Mas desta até dou um desconto!
6º Nas outras Tunas presentes, a Javardémica e a Cientuna, não houve correcções nem soluções para o que aconteceu previamente.
7º O “Encontro” de Tunas foi publicitado na cidade por uma única faixa presa entre 2 postes de iluminação….
É certo que Tunas não são o Tony Carreira mas acho que o que se passou foi demeritório, cruel e acima de tudo foi um aproveitarem-se de miúdos que apenas se querem divertir… Será que agora até as juntas se aproveitam das Tunas? Será que não têm verbas para fazer melhor? (estamos em ano de eleições)
Se fossemos nós com toda a certeza abandonaríamos o palco com um pedido de desculpas aos espectadores mas com uma boa tacada à organização!!!
Temos Pena….

 

[ordenar tópicos dos mais recentes para os mais antigos ] [voltar aos tópicos principais] [responder a "Lello Avelino"] [mostrar fórum em arvore] [denunciar abusos]

Nuno Coimbra
responde a Lello Avelino:

No cartaz devia ter constado o nome: " Encontro de TUNY Carreiras" ia toda a gente da vila ( ou cidade) e arredores..

Isso dos Tecnicos e do som em festivais ou encontros de tunas.. fava uma longa conversa; começando logo pela atitude que - a maioria deste profissionais - partem para o trabalho!

 

[responder a "Nuno Coimbra"] [denunciar abusos]

J.Pierre Silva
responde a Lello Avelino:

E as tunas em causa?
Há que, nesteas coisas, também saber adoptar uma postura um pouco mais profissional, pois saber dar-se ao respeito é fundamental.
A crer no relato, as tunas convidadas tinham mais é que pedir desculpas ao público e recusar-se a tocar por falta de condições (sejam elas quais forem).

Abusa-se, muitas vezes, demasiadas vezes, das tunas, dos estudantes, porque os próprios consentem e se rebaixam.
Por outro lado, ainda há tunas que vão "às escuras", sem exigirem nada (nem sequer condições técnicas mínimas) ou certificarem-se que vão encontrar ago minimamente expectável/aceitável.

Quanto a festivais de aldeia, os promovidos por entidades extra-tunantes,por mais que tenham aspectospositivos, continuo convicto que são uma ingerência e uma apropriação nefasta (que se podiam ficar simplesmente pelo encontros e arreais tunantes de antigamente) - mas, uma vez mais, é com o consentimento de muitas tunas (que alimentam essas "iniciativas"), por isso cada qual colhe o que semeou.

Por isso, quando sucedem estes episódios, dá, por vezes, vontade de dizer "Bem feito, a ver se assim aprendem!".

 

[responder a "J.Pierre Silva"] [denunciar abusos]

Nuno "Toupiça" Pires
responde a Lello Avelino:

É mais barato... Juntar 3 ou 4 tunas em vez de um Tony!!!
Meus senhores é a crise!!!
Já anteriormente referi neste forum o que se faz por essas aldeias, vilas, cidades, bairros, festinhas e festarolas!!!
Tudo bem que as tunas têm sempre o espírito para animar toda a gente... Mesmo que sejam essas tais 5 ou 6 pessoas que lá estavam nesta espécie de encontro de tunas... Enfim, é triste denegrir desta forma um espectáculo de tunas sem as minimas condições de som, organização e espectáculo como um todo.
Lá está! A culpa do estado das coisas é de quem deixa... Não sei se serão as tunas ao não se darem ao respeito de premiarem a sua actuação com a qualidade expectável, realizada sob as mínimas condições ou se será culpa do sempre engenhocas do português, que tem como uma das características organizar e fazer o que não sabe para depois tentar remediar as coisas em cima do joelho!???


Abraço desde o alto Alentejo

 

[responder a "Nuno "Toupiça" Pires"] [denunciar abusos]

Magi Matraka
responde a Lello Avelino:

Eu tinha esperança que ninguém tivesse visto semelhante coisa lol concordo com o Jean Pierre quando ele diz que as Tunas também não se sabem dar ao respeito... No entanto, admito que uma vez que foi um elemento da minha Tuna que nos pediu para ir lá tocar (tinha um familiar envolvido na organização) só se não fosse possível é que não íamos (até porque nos prometeram de comer e beber lol)... Apesar de tudo tentamos apoiar-nos mutuamente mesmo que os eventos não sejam, vá digamos "recomendáveis"... As amigas são para estas ocasiões :D

Realmente não ouvi ninguém a perguntar que tipo de música nós tocávamos mas ouvi sim um técnico do som a tirar-me o microfone do bandolim perguntando muito espantado se aquele instrumento solava e se havia necessidade daquele micro lol mas o melhor ainda estava para vir quando a meio da nossa música de serenata levo com um índigena a berrar-me (sim, sim durante a música) para me chegar ao micro... Mas vá eu só toco bandolim, acho pior ir berrar à solista (ainda durante a música e enquanto ela cantava) «Já lhe disse para pôr isso na boca menina» lolololol

Entendam, não me estou a queixar, nós já devíamos saber para o que íamos, estou só a partilhar umas pérolas deste nosso país :)

Na realidade nós acabamos por nos divertir imenso... Tb não estávamos à espera de grandes condições sonoras. Ainda recentemente fomos tocar ao Teatro Chirco em Braga e fomos literalmente insultadas pelos técnicos de som do espaço que fizeram comentários desnecessários e arrogantes que revelavam o profundo desrespeito que têm pelas Tunas em geral apesar do som ter sido bom, não excelente mas bom. Importa referir que isto nada teve a haver com a Tuna organizadora mas somente com os técnicos da sala de espectáculos.

Acho que sabe sempre bem ter uma oportunidade de tocar com a Tuna em noites quentes de Verão, há coisas que acabam por valer a pena pelo que o grupo vive em conjunto!

Já agora, obrigada pelos elogios.... e sinceramente, gosto mais de Tunas do que do Tony Carreira :)

Magi Matraka - ATITUNA

 

[responder a "Magi Matraka"] [denunciar abusos]

Macieira .
responde a Lello Avelino:

estão á espera de quê? já deviam saber o que é que a casa gasta nesse tipo festas. Eu próprio já toquei sem microfones, mas eu não sou esquisito... :P desde que as pessoas foquem animadas é o que interessa.

A pouca gente que houve foi por falta de publicidade do evento, ou seja, má organização.
Não percebi uma coisa(sou loiro), a organização do certame era a junta ou era uma tuna?

Beijos e Abraços,
Macieira

 

[responder a "Macieira ."] [denunciar abusos]

Lello Avelino
responde a Lello Avelino:

Companheiro Macieira

Também eu já toquei sem microfones, sem P.A., sem absolutamente nada, apenas pelo prazer de tocar e animar a malta (já que isso "é o que faz falta"!), no entanto o que está em causa, é a falta de conhecimento sobre a matéria e mesmo assim, fazer-se algo que não se sabe. Ainda por cima quando quem está a realizar semelhante aberração é a junta de freguesia da minha cidade!!! Não me venham cá dizer que não há capacidade para fazer melhor, muito menos em ano de eleições...

Em relação ao que disseste sobre o facto de a pouca gente que lá estava foi por falta de publicidade do evento, permite-me discordar contigo, uma vez, que dificilmente uma faixa de pano sobre uma das rotundas da cidade será considerada como publicidade!

Eu também tive na minha juventude (não que seja velho) as minhas actuações más e/ou menos boas, mas nunca nada comparado com o que vi e presenciei.. Como disse no Tópico anterior, Saúdo veemente a Atituna pela postura que teve, bem como as restantes tunas que lá estiveram presentes. Embora, e não querendo abonar em detrimento de uma só, o que é certo é que provavelmente o que se passou reflectiu-se mais na Atituna.

Como já deves ter conhecimento de Tópicos anteriores, o “projecto” do qual faço parte, de modo algum ficaria tão impávido e sereno perante esta situação. Admito que sabe bem como a Magi Matraka disse, ter a desculpa de tocar nas noites quentes de verão, mas daí a abusarem da nossa boa vontade, já chega o Sócrates….

Por último, deixo aqui um pequeno ponto para reflexão da Magi…. Até nos sítios mais remotos vais encontrar Tunos a ver os espectáculos! Somos uma raça pior que as formigas…. LOL

Aquele abraço para todos!
Lello Avelino

 

[responder a "Lello Avelino"] [denunciar abusos]

Magi Matraka
responde a Lello Avelino:

Macieira... foi a Junta de Freguesia que organizou... a nós o convite chegou através de um dos nossos elementos porque tinha ligações com pessoas da Junta. Do género... «oh andas numa tuna! podias convencê-las a vir tocar». Algo do género.

A partir de agora vou prestar mais atenção aos tunos espalhados pelos locais mais improváveis... tipo o palco da Junta de Freguesia de Rio Tinto ;) lolol

Beijinhos
Magi Matraka ATITUNA

 

[responder a "Magi Matraka"] [denunciar abusos]

Menina Kati
responde a Lello Avelino:

Boas!

Infelizmente muitos destes casos acontecem no nosso país. Há uns tempos convidaram-nos para irmos tocar a uma feira do livro, como espéctáculo de encerramento. Em primeiro lugar, disseram-me que era uma actuação para a minha tuna e dois dias antes, disseram-nos que não queriam a tuna mas sim as Mátria (um grupo ao qual pertecem alguns elementos da tuna). Tudo muito bem, nós aceitamos. Já tinhamos acertado os promenores do som previamente, quando me ligam de véspera a dizer que só nos arranjavam um microfone. Ora num palco enorme, ao ar livre (que nós já conhecíamos), é impossível 4 pessoas tocarem com um microfone, sendo todos os instrumentos acústicos. Segundo a organização, nós não necessitavamos de tanto som,porque as pessoas ouviam bem. No ano passado foi fizeram, no mesmo sítio, um festival de tunas, e em palco estavam 4 microfones de longa amplitude, mesmo assim, nem em cima de palco nos conseguíamos ouvir umas às outras. Ora, ou temos actuação com qualidade, ou não não estamos lá a fazer nada. Acabamos por cancelar a actuação e a dita feira do livro ficou sem espectáculo de encerramento.
Tudo isto só para concluir que: "quem não quer ser lobo, não lhe veste a pele". Se não sabem como fazer, não fazem ou então pedem ajuda para organizar. Para fazer figuras tristes não vale a pena. As pessoas esquecem-se que as tunas e os grupos têm trabalho, e para esse trabalho sair bem, têm de nos dar as condições necessárias.

Saudações do Coração das Beiras

 

[responder a "Menina Kati"] [denunciar abusos]

Sérgio Andaluz Ramos ESTuna de Setúbal
responde a Menina Kati:

boas tardes,

Infelizmente, são muitos os casos deste tipo de "festinhas" em que as tunas são convidadas, muitas vezes à ultima da hora, apenas para encher chouriços..
Eu não me importo de aceitar um actuação para amanhã, mas de alguma forma entristece-me que certas pessoas se aproveitem da boa vontade de algumas tunas, para terem um espetaculo de tunas, sem nem sequer saberem o que é uma tuna. Se querem ter um evento com tunas devem saber ao menos o que é uma tuna, achei as perguntas desse apresentador uma "pequena" falta de respeito, assim como achei o mesmo, essa organização primeiro convida As Meninas e Senhoras da Beira e depois "ah afinal queremos as Matria" isto a dois dias antes.

Concordo com os restantes, de que é preciso ter condições para tocar, já muitas vezes me deparei a tocar musicas sem conseguir ouvir o bandolin ou as guitarras do outro lado da fila, apenas o som do bombo e do acordeão. Mas também acho que, são "festinhas da terrinha" lol, organizados muitas vezes por colectividades sem grande conta bancária, não se pode esperar um som excelente, porque é como já foi dito aqui "é a crise",isto é a minha opinião, no entanto já fui surpreendido algumas vezes pela qualidade do som, neste tipo de eventos.

mas isto sou eu =P pode haver quem discorde

Saudações Académicas

 

[responder a "Sérgio Andaluz Ramos ESTuna de Setúbal"] [denunciar abusos]

Mário Correia
responde a Lello Avelino:

bem, nao querendo entrar em todas as questões:

1º Tocar sem público é mau, seja onde for.
2º Tocar com um PA (Som) sem condições, é mau.
3º Tocar com 8 micros, para certos locais, até nem é mau. Já vi actuações com 2 micros, onde optamos por actuar sem micros.
4º Não saberem bem o que é uma tuna, tmb é o prato do dia

cumprimentos.

 

[responder a "Mário Correia"] [denunciar abusos]

Rodrigo Martins
responde a Lello Avelino:

Pessoal, é tudo muito bonito mas.. Não se esqueçam que existem muitas tunas por este país.. bem recentes com muita vontade e pouco apoio e onde o pouco dinheiro que recebem das festas dessas terriolas são mt importantes para investir em instrumentos etc.Por isso as condiçoes de som passam para 3º plano. Diversao,guito,publico e som
Porque nem todas as faculdades do país abrem os cordões á bolsa. Do genero toma la 100 euros para um ano inteiro

 

[responder a "Rodrigo Martins"] [denunciar abusos]

Rodrigo Martins
responde a Lello Avelino:

Pessoal, é tudo muito bonito mas.. Não se esqueçam que existem muitas tunas por este país.. bem recentes com muita vontade e pouco apoio e onde o pouco dinheiro que recebem das festas dessas terriolas são mt importantes para investir em instrumentos etc.Por isso as condiçoes de som passam para 3º plano. Diversao,guito,publico e som
Porque nem todas as faculdades do país abrem os cordões á bolsa. Do genero toma la 100 euros para um ano inteiro

 

[responder a "Rodrigo Martins"] [denunciar abusos]

Rodrigo Martins
responde a Lello Avelino:

Pessoal, é tudo muito bonito mas.. Não se esqueçam que existem muitas tunas por este país.. bem recentes com muita vontade e pouco apoio e onde o pouco dinheiro que recebem das festas dessas terriolas são mt importantes para investir em instrumentos etc.Por isso as condiçoes de som passam para 3º plano. Diversao,guito,publico e som
Porque nem todas as faculdades do país abrem os cordões á bolsa. Do genero toma la 100 euros para um ano inteiro

 

[responder a "Rodrigo Martins"] [denunciar abusos]

Parceiros