Portugaltunas - Tunas de Portugal

Vincent "25" "25"

“RESSACA” – Tu Na D’ESTES: Nota de Esclarecimento

Nota de Esclarecimento sobre a Interpretação/Adaptação do Tema “Ressaca”
pela Tu Na D’ESTES

A presente nota de esclarecimento surge da necessidade de responder a algumas dúvidas e comentários que têm surgido publicados num blog relacionado com a comunidade tunante (Notas&Melodias – Notas ao tema Ressaca) e em próprios comentários de vídeos da Tu Na D’ESTES publicados no “Youtube”.
A Tu Na D’ESTES foi formada em Abril de 2002. Nos seus primórdios, foi elaborado um dossier com uma colectânea de cancioneiros de tunas, músicas populares e outras possíveis músicas susceptíveis de serem adaptadas ou interpretadas pela Tu Na D’ESTES. No ano lectivo seguinte (2002/2003) ao folhear essa colectânea, um dos elementos da Tuna reconheceu a letra da música “Ressaca” que constava de uma folha isolada (adiante designada por documento), fotocópia de fotocópia, na qual constava ainda os acordes da música bem como um símbolo onde se conseguia decifrar “Tuna da Escola Secundária de Seia” (documento em 4.bp.blogspot.com/_BuPDJSmtQjs/S5lxP4ttzKI/AAAAAAAAAJM/HMWTC3h0ibQ/s1600-h/img056.jpg). O referido documento não fazia referência a mais nenhuma informação, nem autoria, nem origem da letra, nem composição da música. No entanto o elemento supracitado da Tuna sabia “cantarolar” a música. Com os acordes constantes no documento e dada a simplicidade rítmico-musical do tema, rapidamente se reproduziu a música. No entanto uma dúvida persistia: Será que a “Ressaca” era um original da referida Tuna da Escola Secundária de Seia? Como não poderia deixar de ser, a Direcção da Tu Na D’ESTES tentou esclarecer este assunto e contactou por várias ocasiões (pelo menos em 2005 e 2007) a Escola Secundária de Seia. Das duas vezes, a resposta foi a mesma: “Não existe nenhuma Tuna nesta escola e não temos conhecimento que alguma vez tenha existido alguma”. Ficamos obviamente mais confundidos e sem a resposta pretendida. Desde então, a Tu Na D’ESTES tem feito pesquisas sobre a origem do tema, sobretudo na internet, mas em vão… É de referir que até ao dia de hoje, a Tu Na D’ESTES nunca ouviu a versão original do tema “Ressaca”.
A versão simples inicialmente interpretada pela Tu Na D’ESTES em 2002/2003, sofreu uma pequena alteração em 2005/2006 com a inclusão de uma introdução em jeito de dueto de dois indivíduos “ressacados” e de novo “alcoolicamente alterados”, cantando a primeira estrofe da música numa recriação de um ambiente de uma tasca, introdução que ainda hoje existe na nossa versão actual. Posteriormente em 2006/2007, foi feito mais um “update” ao incluir um instrumental no início e repetindo-o a meio da música, instrumental esse que não deverá existir no tema original (a não ser por uma coincidência divina). Desde então, a versão apresentada pela Tu Na D’ESTES não sofreu mais alterações e pode ser visualizada em 2 vídeos no site “youtube” e num vídeo no site “açorestube”.
Todos os que conhecem a Tu Na D’ESTES, sabem que somos uma Tuna extremamente respeitadora da autoria das músicas que interpretamos e que fazemos questão de apresentar as referências de autoria/letra/música nas nossas actuações e no nosso cancioneiro que aliás se encontra online no blog da tuna, e onde se referencia a autoria de quase todos os temas nele incluído (excepção feita apenas aos temas que ainda não dispomos dessa informação).
Relativamente ao tema “Ressaca”, é importante sublinhar que a Tu Na D’ESTES nunca apresentou este tema como sendo seu original, como aliás se pode verificar no cancioneiro supracitado onde a única referência feita é precisamente “adaptação Tu Na D’ESTES”. Em vários festivais em que interpretamos a “Ressaca”, este tema chegou a ser introduzido como “adaptação da Tu Na D’ESTES de uma música que ainda não descobrimos a origem”.
É com grande prazer que, quase 8 anos depois, descobrimos a origem do tema “Ressaca”. Por mera coincidência, elementos da Tu Na D’ESTES que participaram no jantar comemorativo do 7º aniversário do PortugalTunas em Viseu no passado dia 27 de Março, cantaram este tema que pelos vistos foi reconhecido por um tunante viseense presente. Este chegou a interpelar um elemento da Tu Na D’ESTES sobre a origem da música que, pelo que foi publicado e como é perceptível pelo presente texto, não soube responder. Dias mais tarde surge então um texto esclarecedor ou semi-esclarecedor relativo à origem do tema “Ressaca”, texto esse que esteve precisamente na origem desta nota de esclarecimento e que está publicado no blog “Notas & Melodias”.
Da nossa parte contrastam 2 sentimentos opostos: Por um lado a alegria da descoberta ao fim de 8 anos, da origem do tema “Ressaca” que, e passo a citar: “”foi apresentado em 1995 num trabalho intitulado “Viseu – Aqui te Canto” da Tuna Académica da Associação Académica de Viseu da Universidade Católica Portuguesa, fundada em 1992 embora extinta há mais de uma década””. Por outro lado, não podemos deixar de expressar alguma mágoa por não termos tido a honra de fazer esta descoberta na cidade e nas instalações da instituição cuja tuna que outrora a representava, criara este tema, num evento onde se partilham conhecimentos e vivências tunantes e acima de tudo pela mão de um tunante que refere ter participado na composição da letra, preferindo publicar este assunto dias depois na internet num tom algo crítico. Teria sido sem dúvida alguma um misto de coincidência, de surpresa e acima de tudo de grande alegria para os elementos da Tu Na D’ESTES presentes, dadas as circunstâncias e sobretudo o local onde esta descoberta poderia ter sido feita.
Finalmente, falta apenas referir que a partir da presente data, a Tu Na D’ESTES poderá e irá finalmente apresentar o tema “Ressaca” fazendo alusão às suas origens autorais. Solicitamos ainda ao tunante supracitado que nos faculte com exactidão os dados relativos aos autores da música e da letra de forma a podermos publicar essa informação no nosso cancioneiro, uma vez que os dados publicados pelo próprio suscitam ainda algumas dúvidas, apesar deste afirmar ter participado na origem desta música. Teríamos ainda muito prazer se nos fosse “facultado” um CD com o tema original, uma vez que nenhum dos elementos da Tu Na D’ESTES alguma vez ouviu essa versão.
Falta-nos apenas agradecer e felicitar os autores que estiveram na origem da “Ressaca” pela excelente e animada música que compuseram, e realçar que a Tu Na D’ESTES continuará a perpetuar este tema que voltou a ganhar a sua verdadeira identidade.

Cumprimentos a toda à comunidade tunante.

Em nome da Tu Na D’ESTES
Vincent “25”
Tunante mais antigo no activo da Tu Na D’ESTES

Publicado também em www.tunadestes.blogspot.com/

 

[ordenar tópicos dos mais recentes para os mais antigos ] [voltar aos tópicos principais] [responder a "Vincent "25" "25""] [mostrar fórum em arvore] [denunciar abusos]

J.Pierre Silva
responde a Vincent "25" "25":

Cumpre-me esclarecer que o tom crítico sobre a falta de informação acerca da autoria de diversos temas tunantes (para não falar de tantos outros) que pululam no youtube, e não só, não se cinge exclusivamente à "Tun Na D'Estes", e outros artigos existem a alertar para o efeito.
O esclarecimento vem em boa hora, embora em local impróprio, dado que o assunto não foi levantado neste portal, contudo, relembro que se a busca incessante pela autoria tem estado presente nas preocupações da vossa tuna, estranho que nunca tenham utilizado este mesmo portal para colocar a questão, pois certamente que teriam obtido resposta (para este tema e para outros). Se derem um salto ao portal "tunos.com" verificarão que é prática corrente os tunos pedirem informação sobre temas (seja letras, autorias, partituras ou mp3).

De referir que me bastou escrever no Google "ressaca, Cd, tuna" para que o 3º resultado mostrasse informação sobre o facto do tema ser constante do Cd "Viseu Aqui Eu Te Canto" (www.cdgo.com/artigoDetalhe.php?idArtigo=1203872).

Acredito, de boa fé, que nunca tenham reclamado autoria do tema (nunca tal é mencionado), mas convenhamos que o suposto esforço em apurar a autoria do tema, naquilo que dizeis ter sido um esforço em vão, não terá sido um esforço assim tão grande (porque a informação existe na net há mais de 1 década, porque bastava perguntar neste portal que existe há 7 anos).

Com isto dizer que assisteao autor do Notas&Melodias escrever o que bem lhe aprouver, conquanto o faça segundo critérios, sendo o primeiro o da verdade factual. Não é o caso do tema em si, mas sim o panorama geral de lançar coisas na net(youtube, neste caso) sem referir a procedência que se quis realçar, a partir de mais um caso concreto (como já o foi o do tema ´"Aguas do Dão", por exemplo).

Finaliza-se a coisa dizendo que os elementos da Tu Na D'Estes (o interpelado e alguns mais que entretanto prstaram atenção) foram informados sobre autoria do tema e da enorme coincidência quera o local onde o tinham interpretado.

Estranhamente, a hora em que se redige este longo comentário, os 2 videos do tema em causa continuam a não ostentar a origem/autoria do tema.

Com todo o gosto tratarei de vos enviar o mp3 do tema em causa. O CD há muito que está esgotado.

Abraço

 

[responder a "J.Pierre Silva"] [denunciar abusos]

Bruno Matos
responde a J.Pierre Silva:

Relativamente a colocaçoes de videos no youtube...

Acho que isso de querer que todos os videos que por aparecem estejam identificados com autoria e afins é uma tremenda de utopia igual à de querer acabar com a pirataria de cds na internet entre tantas outras coisas! No entanto parece-me dispor de tempo suficiente para descobrir todos esses videos que há no Youtube restantes sítios de divulgaçao de videos sem referencias que tanto reclama, portanto continue com esse trabalho de colocar comentarios a pedir q as coloquem...pode ser que algum dos que la carregaram esses videos também não tenha vida própria e se dê ao trabalho de ir modificar os tags e informações dos ditos vídeos! Já se lembrou quantos vídeos existem com titulos trocados, com artistas errados? talvez seja preferivel nao colocarem nada a colocarem erradamente... já parou tambem pra pensar que nem tudo que aparece no youtube é colocado pelos intervenientes que aparecem nas imagens??

Um abraço a todos os que gostam de Tunas e que, apesar de como eu nao estarem infelizmente dentro deste meio,as divulgam e divulgam a musica das tunas a todos nos em geral! se quiserem dar-se ao trabalho de procurar o nome da tuna que viram a tocar e cantar naquele passeio de domingo pela cidade e se lembraram de filmar por terem gostado...melhor!! se no entanto nao o fizerem...nao julguem que vem grande mal ao mundo(eu pelo menos nao o faço) se nao o fizerem, nao deixem que mentes cuja idoneidade vocês desconhecem vos impeça de mostrar aquilo que voces tanto gostaram de ver a todos quantos o queiram fazer!

 

[responder a "Bruno Matos"] [denunciar abusos]

J.Pierre Silva
responde a Bruno Matos:

Parece-me que mistura alhos com bogalhos.
O assunto em causa centra-se, e diz respeito, a temas interpretados. A nossa comunidade tunante não é assim tão vasta para que se torne impossível o contacto e conhecimento inter-pares.
Não se trata de colocação de videos sobre outrém, que isso são outros 500. Obviamente que, para esse efeito, existem recursos do próprio Youtube para denunciar infracções (e olhe que funcionam). É certo que quem se achar no direito de não pretender ver-se retratado num video sem a sua autorização, tem a lei do seu lado (e basta, neste caso, fazer a denúncia ao youtube.
Não ando á caça de infracções, mas, porque sou tuno, é natural que, no youtube, seja um dos meus centros de interesse e pesquisa.
Façam os outros o mesmo quanto a restantes áreas.


Mas o que aqui está em causa não são os videos em si, mas o cuidado a ter, no contexto da comunidade tunante, em respeitar direitos autorais e, no mínimo, ter o cuidado de, nas informações dos videos, colocar a procedências dos temas quando não pertencem à tuna que os executa.

A disseminação do erro não justifica o mesmo, nem a sua repetição o transmuta em virtude.
Se convive bem com a situação, pois muito bem. Eu nem por isso. Não sou muito de me acomodar nestas coisas.
Em lado algum se defendeu que os videos deveriam ser retirados ou denunciados ao Youtube, mas apenas se alertou para a devida correcção, ou colocação, da informação que acompanha os videos em questão.

Isso sim é idoneidade, e não pregar o "laissez faire, laissez passer" liceal onde o plágio, qualquer dia, é a nova metodologia de ensino.
Para quem não é autor/compositor pode dizer pouco, mas para quem o é diz muito. É uma questão de respeito e, no contexto tunante, um dever inter-pares.

 

[responder a "J.Pierre Silva"] [denunciar abusos]

Vincent "25" "25"
responde a J.Pierre Silva:

Agradecemos desde já a amabilidade pelo envio do mp3 com o tema original. Foi com curiosidade e satisfação que descobrimos a apreciamos este original e que constatamos as grandes diferenças existentes entre este e a nossa adaptação.
Apenas continuamos ainda a aguardar pelo envio da confirmação dos nomes dos compositores/autores deste tema para acabarmos de actualizar as nossa informações autoriais.
É de referir que a esta hora e passados 2 ou 3 longos dias, e apenas porque consideramos realmente importante, já procedemos à colocação do nome da Tuna "autora" nas informações dos nosso videos.
Não podemos deixar de discordar relativamente à opinião manifestada sobre o espaço escolhido para a publicação da nossa nota de esclarecimento. Para nós este é sem dúvida o espaço mais apropriado ainda para mais quando esta situação surgiu "à baila" no jantar comemorativo deste Portal.
Não posso deixar de reparar que os resultados da pesquisa no GOOGLE é substancialmente diferente da que surgia há alguns anos...
Uma última curiosidade relativamente a esta situação: É curioso que a nossa adaptação da "Ressaca" não tenha sido reconhecida anteriormente visto que já tinhamos appresentado anteriormente em duas ocasiões, uma das quais de cariz solidário e que contou com a presença do próprio Sr. Jorge Menino.
Enfim... Para a história fica uma dúvida de 8 anos que se esclareceu devido a um jantar comemorativo do aniversário deste Portal...

 

[responder a "Vincent "25" "25""] [denunciar abusos]

Carlos "Astromar" Rodrigues
responde a J.Pierre Silva:

Só espero que não venham dizer que os ORIGINAIS da Tusófona,não o sejam MESMO.Aí, até a Barrraca vai abanar!!Garantidamente!!O que mais me estranha é valorizar-se a cópia ou a adaptação de certos temas do que os ORIGINAIS,propriamente ditos!!Abraços...do Professor Astromar(Tusófona-Real Tuna Lusófona).

 

[responder a "Carlos "Astromar" Rodrigues"] [denunciar abusos]

André Pereira
responde a Carlos "Astromar" Rodrigues:

"O que mais me estranha é valorizar-se a cópia ou a adaptação de certos temas do que os ORIGINAIS,propriamente ditos"

Penso que a questão não é tanto a valorização de temas de outros autores em detrimento dos temas originais. A questão é mais simples do que isso... Ou a música é boa ou não é!

 

[responder a "André Pereira"] [denunciar abusos]

J.Pierre Silva
responde a Vincent "25" "25":

Dizer que saúdo a colocação da procedência dos temas nos videos do Youtube.
Faça o meu amigo o entendimento que quiser. As minhas conversas d eíndole particular, e a de muitos outros, durante um jantar do PTunas não são propriamente assunto oficial do PTunas.
Seja como for, adiante.


Quanto às referências, julgo que é quanto basta colocar que o tema é da Tuna X e está no Cd Y de mil novecentos e troca o passo.
Sabendo o autor, tanto melhor, não sabendo, serve perfeitamente a referência genérica.
Não tive, ainda, como confirmar o registo oficial dos autores, mas disso darei conta logo que possível (via mail).

De salientar que, quanto à informação na net, ela consta, como já o disse, do site www.cdgo.com/artigoDetalhe.php?idArtigo=1203872), desde que este foi aberto em 1998, sendo que, a jeito de curiosidade, sempre ostentou que o CD estava esgotado. Existiam outros sites com essa informação, mas que entretanto desapareceu com o tempo.
Quando teci a palestra do IV ENT em Viseu, em 2006, sobre a história das Tunas naquela academia, este mesmo registo que mencionei existia, a par com um outro que entretanto desapareceu (página pessoal de um antigo membro da Tuna da UCP).

Que o tema não tenha sido reconhecido não é de admirar, pois a Tuna da UCP declinou por volta de 1997, extiguindo-se pouco depois, pelo que o hiato temporal e o facto de, à semelhança de 90% dos CD de Tunas, serem distribuídos localmente(e de não ser, na altura, uma tuna assim tão conhecida), votou ao esquecimento a maioria dos seus temas, do seu CD e da sua própria existência.

O Jorge Menino certamente que reconheceu, mas se nada disse, isso é outra coisa.

Abraço

 

[responder a "J.Pierre Silva"] [denunciar abusos]

Carlos "Astromar" Rodrigues
responde a André Pereira:

Valorizem-se os Originais por serem algo que brota da Tuna para o exterior,de forma criativa e inovadora,e que tenha sonoridade musical.Porque de temas conhecidos e,ás vezes de adaptações de adaptações já chega!!Nunca se chega a aprender nada!!Abraços!!

 

[responder a "Carlos "Astromar" Rodrigues"] [denunciar abusos]

Parceiros