Portugaltunas - Tunas de Portugal

XXIV FITA: Todas as incidências
/5 ( votos)

XXIV FITA: Todas as incidências

Num Coliseu Quase Cheio....

Mais um ano e a Tradição a fazer-se cumprir, num Coliseu do Porto que apresentou uma plateia cheia mas com algumas clareiras na tribuna e galeria popular. Ainda assim, o FITA engalanou-se para receber a Academia em "Modo Queima", com a presença habitual das claques, sempre tão ruidosas como é, aliás, típico neste evento em concreto.

Sendo aparentemente fácil reportar as incidências do FITA, principalmente quando se acompanha este evento ao longo de quase duas décadas, essa aparente facilidade traduz-se, por vezes no oposto, numa paradoxal dificuldade que será escrever-se algo de realmente novo, sendo tal notícia. Este FITA não fugiu, portanto, à "regra" que se resume a uma imensa repetição ano após ano, com tudo o que isso implica e significa quer de positivo, quer de negativo. Mas passemos ao espectáculo propriamente dito.

A Tuna Feminina do O.U.P. abriu como sempre a XXIV edição do FITA deixando com a sua actuação um misto de nostalgia e alegria. "Fica a Saudade", o tema - entre outros - que ilustra toda a sua brilhante actuação.

A parte competitiva inicia-se coma Tuna da Universidade Portucalense, que nos apresentou a história c(o)antada de Adolfo Dias, em intermezzo aos seus temas, entre eles, "The Typewriter", " Cavalo à Solta" ou ainda o clássico "Rouca vai a campainha", numa actuação bastante animada mas que sofreu da manifesta falta de qualidade do som, prejudicando esta e outras tunas presentes.

Seguiu-se no alinhamento a grande novidade deste ano, em estreia absoluta no FITA, a Tuna de Medicina Dentária da U. Porto, que, naturalmente, se apresentou no Coliseu com enorme vontade de "agarrar" o público presente, interpretando temas como "Hoje (o Corvo)", "Cão muito Mau" ou ainda " Variações sobre a 7ª Arte" a abrir, entre outros temas. Uma estreia interessante e que resulta da nova arquitectura de selecção de participantes para o FITA.

Do ISEP veio a tuna seguinte, que numa actuação muito interessante nos apresentou temas bem trabalhados, com destaque para"Mãe Negra", o instrumental "Is a Pirate" e ainda a reposição de "Titulo", não deixando os seus créditos por mãos alheias.

De seguida, a Tuna de Medicina do Porto, com uma das duas mais ruidosas e numerosas claques da noite a secunda-los, desfilando temas como sendo "Quero", "Romeiro ao Lonxe" ou ainda "Em que terra", numa actuação interessante e ao nível do que ultimamente nos tem apresentado.

A Tuna da Universidade Católica Portuguesa apresentou-se neste XXIV FITA ao seu habitual nível, tendo apresentado "Oração", o instrumental "Barbeiro de Sevilha" ou ainda "La Cartera", entre outros temas interpretados que marcam a história desta tuna.

A Tuna de Economia da U. Porto apresentou-se no palco do Coliseu com a sua reconhecida alegria, sendo que e entre vários, desfilou temas como "As Brasileiras" (um medley de conhecidos temas do país irmão), " Nega" ou ainda "Retratos de Portugal", numa actuação dentro do seu habitual nível.

Finalmente e encerrando a competição, a Tuna de Engenharia da U.Porto apresentou-se em cenário com cerca de 65 elementos, interpretando temas como " Ó Fortuna!", "Porto na Memória" ou ainda "Hoy", entre outros, com uma numerosa e luminosa claque a incentivar a sua actuação.

Terminou o FITA com a actuação da TUP que interpretou entre outros os "clássicos" desta ocasião como sendo "Madalena", "Guantanamera" e "Ondas do Douro", dando lugar à decisão do jurado deste XXIV FITA, que deliberou:


Melhor Pandeireta: TUCP
Melhor Estandarte: TUCP
Melhor Solista: TUCP
Melhor Instrumental: TUCP
Tuna Mais Tuna: Tuna Medicina Dentária
3ª Melhor Tuna: Tuna Medicina U.Porto
2ª Melhor Tuna: Tuna de Engenharia
Melhor Tuna: TUCP


O Mais:
- A estreia da Tuna de Medicina Dentária, "ar fresco" para um FITA cujo modelo precisa ousar muito mais;
- Jograis do O.U.P.: Gente nova com textos novos, a lembrar os bons velhos tempos.
- Tuna de Medicina: A única a animar os corredores do Coliseu que, assim, tiveram alguma animação extra, deixando no ar uma "brisa" de FITAS de outros tempos.
- Cartolados em grande numero, animando a plateia do Coliseu.

O Menos:
- Após audições a variadas tunas, apenas uma Tuna em estreia é efectivamente muito pouco.
- Som: Começa a ser de facto incompreensível nos dias de hoje alguma falta de rigor e cuidado a este nível.


Finalmente, agradecer à Organização do FITA deste ano as facilidades concedidas ao PortugalTunas para a realização desta reportagem, como aliás, vem sendo hábito.

Luís Magalhães

Obrigado à PTunas pela cobertura do evento. São sempre bem-vindos ao festival! E para o ano com certeza irão haver novidades, visto tratar-se da vigésima quinta edição.

R T

De todo, meu caro, o PTunas é que agradece a disponibilidade e cordialidade das várias organziações do FITa e ao longo dos anos para que possa desenvolver o seu trablaho que, afinal, é em prol de todos nós. É para nós o fundamental, assegurar as melhores parcerias possiveis que possibilitem a informação. Uma vez mais, muito obrigado!

Parceiros