Portugaltunas - Tunas de Portugal

XVIII CELTA
/5 ( votos)

XVIII CELTA

A Reportagem

Decorreu nos passados dias 9, 10 e 11 de Dezembro, na cidade de Braga, o XVIII CELTA - Certame Lusitano de Tunas Académicas., organizado pela Azeituna - Tuna de Ciências da Universidade do Minho. Como já nos têm vindo a habituar, foi mais um festival temático, desta vez dedicado ao Brasil, país onde a Azeituna já fez várias digressões.

As tunas começaram a chegar ao fim da tarde de sexta-feira, começando o convívio.

Às 21h30 tem início a primeira noite de espectáculos, no Theatro Circo. A apresentação ficou a cargo dos elementos da Azeituna, Cuoiso e Cristo, sempre com boa disposição.

Foi a tuna anfitriã que iniciou o espectáculo. Um dos momentos altos da sua actuação foi a colaboração da escola de samba Saci-Pô e da escola de capoeira Abadá. Estrearam ainda o tema "Tudo o que eu te dou", em que o público não resistiu a juntar as suas vozes.

Seguiu-se a Hinoportuna - Tuna Académica do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, uma presença habitual no Certame, que surpreendeu com a sua interpretação de "Kaiowas", do grupo brasileiro Sepultura, onde também tiveram a participação especial da escola de capoeira Abadá. Interpretaram ainda, entre outros temas, "Meu fado meu".

A segunda tuna a concurso foi a Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra que brindou o público com "Cantar de Estudante", "Voar", "Balada", entre outras.

Após o intervalo, abriu a segunda parte do espectáculo a escola de samba Saci-Pô, de Poços de Caldas.

Seguiu-se a Tuna Académica de Lisboa, a útima tuna a concurso da noite. Entre vários temas já conhecidos, não puderam deixar de tocar o tema "Sol de Inverno".

A terminar o espectáculo, também como é habitual, a Tuna Universitária do Minho, padrinhos da Azeituna.

Finalizada a noite no Thetro Circo, a festa continuou no Xok Gold Club, onde o espírito académico esteve ao rubro.

Já no sábado à tarde, no bar Insólito, a Azeituna promoveu um churrasco brasileiro, onde participantes e amigos puderam confraternizar.

Novamente às 21h30, teve início a segunda noite do Certame.

A primeira tuna da noite foi a Tuna da Universidade Católica Portuguesa do Porto, com o Cristo Redentor em pano de fundo. Entre outros temas, tocaram "Maria Lisboa".

Seguiu-se a Tuna do Instituto Superior Técnico, com a sua actuação dedicada ao tema do festival, não deixando esquecer a elevação do Fado a Património Imaterial da Humanidade. Entre outros temas tocaram a "Marcha do Centenário".

A terceira tuna da noite foi a Tuna de Engenharia da Universidade do Porto, que brindou o público com "Czardas" e "Hoy", entre outros.

Para terminar o rol de tunas a concurso, actuou a Magna Tuna Cartola de Aveiro, de onde se destaca a "Triste História".

A Azeituna volta ao palco, novamente com a participação especial de Saci-Pô. Estrearam mais dois temas: "Assim nasceu um país" e "Meia lua inteira".

Quanto aos prémios:

Melhor Solista - TAL
Melhor Instrumental - TUIST
Melhor Porta-Estandarte - TUCP
Melhor Pandeireta - TUCP
Prémio Tema - TUIST
3.ª Melhor Tuna - TAL
2.ª Melhor Tuna - TEUP
Melhor Tuna - Magna Tuna Cartola
Tuna Mais Tuna - Hinoportuna
Prémio Super Bock - TUM

Entregues os prémios a festa continuou, mais uma vez, no Xok Gold Club, e só terminou já o sol ia alto.

Ainda durante a tarde de domingo, numa parceria entre a Azeituna e Braga 2012, teve lugar uma FlasMob pelo centro histórico da cidade, com a escola de samba Saci-Pô, de Minas Gerais, as associações de percussão da cidade e ainda várias escolas de capoeira da região.

Em jeito de balanço, foi mais um fim-de-semana de qualidade, encontros e reencontros, amigos e muita música!

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fica aqui também o press release da Azeituna com o balanço do certame: 

XVIII CELTA
3º press release
Balanço geral

A Azeituna apresentou durante este fim de semana ao público de Braga o XVIII CELTA - Certame Lusitano de Tunas Académicas. Este festival de tunas mostrou-se, na presente edição, vestido de verde e amarelo, sob o tema "Brasil". Durante os dias 9 e 10, estiveram na cidade mais de 300 tunos de algumas das melhores tunas do país para participar no Certame, que encheu a emblemática sala do Theatro Circo.


O prémio de melhor tuna foi arrecadado pela tuna já vencedora da edição anterior, a Magna Tuna Cartola de Aveiro, seguida pela TEUP em 2º lugar e a TAL em 3º. A TUCP levou para casa os prémios de melhor pandeireta e melhor porta-estandarte, enquanto a TUIST assegurou o melhor instrumental e o prémio Brasil, atribuído pela melhor integração do tema do festival na atuação. À TAL coube ainda o prémio de melhor solista e à Hinoportuna o de tuna mais tuna.


Para trazer ao XVIII CELTA o verdadeiro calor do Brasil, a Azeituna convidou a escola de samba brasileira Saci-Pô, afilhada da carioca Beija-Flor, para atuar nos três dias do festival. Pouco depois da chegada ao país irmão, a Saci-Pô arrancou ovações em pé ao público do Theatro Circo com uma performance cheia de ritmo e cor, onde exibiu as suas fantasias sumptuosas com todo o entusiasmo esperado de um grupo na sua primeira digressão internacional.


Mas a Azeituna faz questão que o CELTA seja um evento que vai além do espetáculo de tunas, e durante a tarde de Domingo presenteou os bracarenses com um Carnaval fora de época na Avenida da Liberdade. O cortejo contou com a participação da Saci-Pô e dos grupos de percussão universitários iPUM e Bomboémia. Para além disto, um espetáculo de música brasileira ao vivo na voz de Galdino Silva e muito mais, tornou esta atividade numa verdadeira amostra da encantadora cultura do Brasil e, acima de tudo, numa grande festa onde todos se puderam divertir no espírito de descontracção tipicamente brasileiro.


Depois de mais uma edição concretizada, a Azeituna orgulha-se de dizer que o XVIII CELTA foi um sucesso e que o festival continua a crescer. As congratulações e alegria dos tunos participantes e a envolvência do público de Braga são a recompensa de todo o trabalho de organização envolvido no CELTA. A participação da Saci-Pô nesta edição também trouxe ao certame uma nova dimensão. Cerca de 50 pessoas da escola de samba realizaram o sonho de visitar o seu país irmão, na primeira digressão internacional do grupo. Além disso, o carnaval fora de época fez chegar o CELTA a um público muito mais abrangente, levando à Avenida de Liberdade centenas de pessoas num dia em que o céu nublado não inspirava confiança. Com a sensação de missão cumprida, a Azeituna começa em breve a planear um novo ano, que se espera repleto de atividades, já que o grupo comemora o seu 20º aniversário e a cidade de Braga detém o título de capital europeia da juventude.

Aqui ficam algumas fotos do certame:

Azeituna - Tuna de Ciências da Universidade do Minho

Parceiros