Portugaltunas - Tunas de Portugal

XV FITUIN
/5 ( votos)

XV FITUIN

A Reportagem

Decorreu nos passados dias 12 e 13 de Abril mais uma edição do FITUIN, uma organização da Associação de Estudantes da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova e da Carpetuna - Real Tuna Académica da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova.

Esta edição teve um carácter solidário, tendo sido efectuada uma recolha de roupa e bens alimentares, durante o FITUIN, revertendo os mesmos para a Santa Casa da Misericórdia de Idanha-a-Nova.

O festival teve inicio com uma Noite de Serenatas na sexta feira, que decorreu no Auditório Prof. Domingos Rijo, da ESGIN.

No sábado à tarde, teve lugar o tradicional passacalles pelas ruas de Idanha-a-Nova, com as Tunas a proporcionar um ambiente alegre por onde passavam.

À noite, todos os caminhos iam dar ao Centro Cultural Raiano, para o ponto alto do festival, que começou com um ligeiro atraso e com casa cheia.

Com apresentação de João Porto, locutor da RFM, natural de Idanha, o festival teve inicio com a Tuna convidada, Adufótuna - Tuna Feminina da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova, que se apresentou com 29 elementos em palco. Interpretaram "Idanha-a-Nova", "Vinho", "Idanha", "Caloira" e "Rambóia".

De seguida, e após a entrega simbólica dos bens recolhidos pela organização ao representante da Santa Casa da Misericórdia, subiu a palco a primeira Tuna a concurso, Tuna Universitária de Plasencia, com 13 elementos. Apresentaram "Hoy estoy aqui", "Serenata Patrícia e Inês" dedicada às suas guias, "Poco a poco" e " La morena de mi copla".

Seguiu-se a Tuna Orquestra Académica Já b'UBI & Tokuskopus, com 30 elementos. Apresentaram "Covilhã Cidade Neve", "Memorial Serrano", o instrumental "Azeite Galo", "Tuna do Meco" terminando com "Garraiada". Fica marcada esta actuação pela notória evolução, presente nos seus arranjos seguros, assim como pela sua já conhecida irreverência.

A terceira Tuna a concurso foi a Tuna Académica Semper Tesus de Beja, com 16 elementos em palco. Apresentaram "Serpa de Guadalupe", tema de homenagem ao canto alentejano, o instrumental "El Bubamara Passa", o tema de solista "Porto Sentido", "Travessa do Poço dos Negros", "Chuva" e "Noites de Magia". Esta actuação fica marcada pela qualidade dos seus porta-estandartes e pandeiretas, assim como pela sua qualidade musical e vocal, bem presente nos seus arranjos.

Seguiu-se a Tuna Académica da Universidade de Évora, com 17 elementos. Apresentaram "Srª do Almortão" em homenagem a Idanha, "Cerro" e "Serenatas". Continuaram com o instrumental "Santa Morena", "Olhos azuis", "Trova do sem pavor", terminando com "Rosa branca". Fica marcada esta actuação pela qualidade dos seus arranjos vocais e instrumentais, assim como pelas suas coreografias de pandeiretas e estandartes.

A ultima Tuna a concurso foi a Real Tuna Universitária de Bragança, com 20 elementos em palco. Apresentaram "Boémio de Bragança", "Caçador de raposas", "Acredita que podes crer", "Maleficio do copo" terminando com "Amigos para sempre". Esta actuação fica marcada pelas suas coreografias de pandeireta assim como pela sua já conhecida interacção com o público.

No final apresentou-se a Carpetuna - Real Tuna Académica da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova, com 42 elementos em palco. Iniciaram a sua actuação com uma surpresa para todos os presentes, interpretando dois temas com a Banda Filarmónica de Idanha, "Sonho de tunante" e "Rapsódia". Seguiram a sua actuação com "Arraial", "Cenas de um Tuno", "Caloiro", a estreia de "Hino à Idanha", o instrumental "Para ti bruta", "Não descalçes os sapatos" tendo terminado com um medley "Srª do Almortão + Passa a Carpetuna".

No final, os prémios foram entregues da seguinte forma:

Melhor Passacalles: RTUB
Melhor Serenata: Semper Tesus
Tuna do Público: RTUB
Melhor Original: TAUE
Melhor Pandeireta: Semper Tesus
Melhor Porta-estandarte: TAUE
Melhor Solista: Semper Tesus
Melhor Instrumental: RTUB
Tuna + Tuna: Já b'UBI & Tokuskopus
Melhor Tuna: Semper Tesus

Somos forçados a referir dois pontos negativos:

- o som, que acabou por prejudicar a prestação de todas as Tunas que passaram pelo palco do FITUIN;
- o público, que lotou a sala mas mostrou demasiadas vezes uma falta de respeito, tanto pelo apresentador, que não se ouvia, assim como algumas partes das actuações, devido a conversas por toda a plateia.

O Portugaltunas agradece a colaboração da Carpetuna e da AEESGIN e endereça os parabéns à organização por mais um FITUIN.

 

 

 

 

Parceiros