Portugaltunas - Tunas de Portugal

XV FITAFF
/5 ( votos)

XV FITAFF

A Festa Invadiu A Figueira Da Foz...

Decorreu no passado fim-de-semana a décima quinta edição do FITAFF - Festival Internacional de Tuna Académica da Figueira da Foz, organizado pela Imperial Neptuna. 
 
Os festejos iniciaram na sexta-feira, com as serenatas numa rua estratégica perto do casino da Figueira da Foz, com as tunas a concurso: Luz & Tuna, Magna Tuna Cartola, Infantuna Cidade de Viseu e a Tuna Académica da Universidade de Évora.
 
No Sábado, as tunas foram conduzidas a um condomínio fechado, onde se refrescaram com as águas da piscina, num almoço que se prolongou durante a toda a tarde.
Após o jantar, o espetáculo começou na bela sala do Casino da Figueira da Foz completamente cheia de um público bastante animado.
 
A cortina abriu para se ouvir a BW Orquestra, um grupo de músicos que interpretou vários temas em inglês, num estilo muito folk, sempre envolvido com arranjos vocais bastante agradáveis.
 
A apresentação do festival ficou a cargo de Rita Camarneiro, conhecida pelos espetáculos de Stand Up Comedy, sempre com um espírio divertido e interativo, embora tecendo alguns comentários menos próprios.
 
A primeira tuna a concurso da noite foi a Luz & Tuna, que apresentou um espectáculo muito intenso, com uma escolha de temas bastante forte. Iniciou com "Menino do Bairro Negro" de Zeca Afonso e "Senhores da Guerra", numa versão completamente arrepiante. O instrumental escolhido foi "Variações em Ré menor" do maestro Fontes Rocha, dedicado a Bernardo Sassetti. Seguiram com a interpretação bela do fado de Lisboa, a cargo do solista em "Tasco da Mouraria", terminando com o original "Canta Lisboa", numa grande interação de pandeiretas e estandartes.
 
Seguiu-se a Magna Tuna Cartola, com o seu típico espetáculo, cheio de inesperadas sonoridades e coreografias. Entraram com uma interação melódica e visual através de garrafas, continuando depois com vários originais. Interpretaram "O Mosteiro", "Macho Português", a bela "Serenata Nova" e "Aveiro é...". Terminaram com "Triste História de um Cartola", por entre shows de pandeiretas e estandartes.
 
A Tuna Académica da Universidade de Évora, irmãos da tuna anfitriã, foi a seguinte, mostrando um repertório mais tradicional dentro da sonoridade típica das tunas académicas. A homenagem à sua terra ocorreu logo na primeira música, popular do cancioneiro alentejano, "Ó vizinha tem cá lume". Interpretaram uma homenagem a Giraldo sem pavor (que conquistou Évora aos Mouros), "Olhos Azuis" e o Instrumental "Santa Morena". Apresentaram também o original "Trazem no peito" e as tradicionais "Meu Alentejo" e "Rosas Brancas", sendo esta última á capella. 
 
A última tuna a concurso foi a madrinha da tuna da casa, Infantuna Cidade de Viseu, com um repertório de temas originais, por entre arranjos vocais bastante minuciosos e belos. Interpretaram "Navegamos a Cantar", a balada "Viseu Menina" na voz do Solista e o medley das "4 músicas e meia". Numa homenagem a Astor Piazzola, apresentaram "Balada para um louco", numa interpretação fantástica do solista. Terminaram à capella com "Indo Eu".
 
Terminado o concurso de tunas, a tuna anfitriã, Imperial Neptuna, subiu a palco para deliciar todos com vários temas dedicados à sua cidade: "São João da Figueira", "Sabores da Noite" e "Figueira Noiva do Mar", tema interpretado por Alice Amaro em 1965 naquele mesmo palco, para o festival da canção. Após os agradecimentos às várias entidades, apresentaram o Mix Figueirense, junto a um apelo sentido á promoção da cultura na cidade da Figueira da Foz, referindo o facto de já não existir qualquer instituição Universitária na cidade.
 
O júri do certame foi composto por: Rita Nascimento, Sevetta, o pianista Tomás Ramalho e o tuno Honorário Gil Inácio. E após a sua deliberação, foram distribuídos os prémios.
 
Melhor Pandeireta: TAUÉ
Melhor Bandeira: Magna Tuna Cartola
Melhor Solista: Infantuna Cidade de Viseu
Melhor Instrumental: Luz & Tuna
Melhor Tuna: Magna Tuna Cartola
Melhor Serenata (atribuído pelas guias): Infantuna Cidade de Viseu
Prémio Daniel Nabais (Tuna mais Tuna -atribuído pela organização): Infantuna Cidade de Viseu

 

A festa continuou sempre muito animada pelas ruas da Figueira, culminando na discoteca NB.
Os parabéns à Imperial Neptuna, pelo sucesso do festival, e organização exemplar. Esperemos pelo XVI FITAFF...

 

 


Catarina Santos
Sónia Schickert

 

Parceiros