Portugaltunas - Tunas de Portugal

X FITAM
/5 ( votos)

X FITAM

Reportagem

Foi nos passados dias 24 e 25 de Maio que as ruas de Matosinhos se encheram de cor e animação para festejar com a TAIPAM - Tuna Académica do Instituto Português de Administração e Marketing, Cidade de Matosinhos, a edição de mais um FITAM - Festival Internacional de Tunas Académicas de Matosinhos e de um ETAM - Encontro de Tunas Académicas de Matosinhos, este ano com um sabor ainda mais especial para a tuna da casa: além do 10.º aniversário do festival, o lançamento do seu CD, "Os Senhores de Matosinhos".

Na 6.ª feira, numa noite amena, e no palco das festas do Senhor de Matosinhos, deu-se início ao ETAM, com a presença de tunas femininas: a
ATITUNA (Tuna Feminina da FPCEUP), a Tuna Feminina de Enfermagem do Porto, a Tuna Feminina de Nutrição da UP e a Tuna Feminina do ISCAP contribuíram para uma noite muito animada e para uma grande festa, brindando com boas prestações as gentes de Matosinhos que acorreram ao local para ouvir as tunas. De seguida, as tunas que estariam a concurso no FITAM, dirigiram-se para a Casa da Juventude, onde entoaram as suas baladas dirigidas às donzelas que se espalhavam pelas janelas. O início da noite prosseguiu no mesmo local, a partir do qual as tunas foram encaminhadas para o B'jekas, num excelente ambiente proporcionado, prolongado até bastante tarde.

No dia seguinte, com um acordar já tradicional pelas meninas da Red Bull, teve lugar o almoço para a tuna proveniente do Algarve na Taberna da Boémia. Pouco depois, as tunas começaram a juntar-se na Casa da Juventude, a partir da qual foram encaminhadas para os testes de som e para o pasacalles. Numa tarde adocicada por gelados, o convívio e a interacção com as pessoas que se encontravam no Senhor de Matosinhos foram dominantes. Houve ainda lugar para o jantar, no mesmo local, antes do início do espectáculo.

Pouco depois da hora prevista, e com o público a acorrer em número bastante razoável ao recinto, dava-se início ao FITAM. Com apresentação a cargo de elementos da TAIPAM, a primeira tuna a subir a palco foi a Dolphituna, a Tuna Feminina do IPAM. Com 13 elementos em palco, iniciaram a sua actuação com "Senhora do Almortão", prosseguindo para "Lendas do Rio Douro". De seguida interpretaram, dos Ala dos Namorados, "Solta-se o Beijo" e finalizaram a sua actuação com "Senhor Vinho".

De seguida, foi a vez de subir a palco a primeira tuna a concurso. A Tuna de Medicina Dentária da Universidade do Porto, com 14 elementos em palco, iniciou a sua prestação com o seu Instrumental, num medley, prosseguindo para o tema de solista "Cantarei". A actuação prosseguiu com "Cão Muito Mau", finalizando com o original "Ribeira". Apesar de ser uma actuação curta, animaram bastante o público presente numa noite bastante fria.

Do Algarve, chegou a 2.ª tuna a concurso. A Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve, com 23 elementos em palco, iniciou a sua prestação com um tema original, "Tsenera", prosseguindo para o tema instrumental, "O Piano". De seguida, em jeito de serenata, apresentaram o original "Ao Largo do Amor" e ainda o original "Fado e o Estudante". A Versus Tuna interpretou ainda "O Pastor", dos Madredeus, como tema de solista, e o Hino da Tuna, saindo de palco ao som do corridinho, que arrebatou um aplauso dos presentes, numa actuação muito dinâmica, consistente e animada.

A Tuna de Tecnologias da Saúde do Porto foi a terceira tuna a concurso. Com 22 elementos em palco, apresentaram "Oxalá te Veja" e "Festa da Vida". Prosseguiram com um instrumental original  de seu nome "Heróica" e com o tema de solista "Cavaleiro Andante". "Rosa à Janela" foi o tema que se seguiu, bem como um medley muito animado e aplaudido, em memória ao Rock Português. A Tuna TS encerrou o seu espectáculo com o original "Duas Cidades". Destaca-se, sobretudo, a qualidade do seu porta-estandarte, com um excelente desempenho em diversos esquemas de estandarte, com nível de exigência e dificuldade bastante elevado.

A última tuna a concurso da noite veio também do Porto. A TAFEP - Tuna Académica da Faculdade de Economia do Porto, com 28 elementos em palco, iniciou a sua actuação com "Segredos e Memórias", prosseguindo para "Casa Portuguesa". O tema "Falar do Coração" evidenciou o seu estandarte e "Hoy Estoy Aquí" aqueceu o público. A TAFEP finalizou a actuação com "Retratos de Portugal" e com o grito académico.

Por fim, e enquanto o júri deliberava, subiu a palco a tuna da casa. Com 30 elementos em palco, e após uma pequena brincadeira inicial que marcou o lançamento oficial do CD, iniciaram a sua prestação com o tema vocal "Cidade de Matosinhos", prosseguindo para "Canoas do Tejo", um tema de solista, com porta-estandarte e pandeiretas a brilharem. De seguida, interpretaram "Vaidade em Ser do Porto" e "Moliendo Cafe", em novo tema de solista. Houve ainda tempo para "Mente ao Meu Coração" e, como não podia deixar de ser, a interpretação conjunta com o público de "Senhor de Matosinhos". Numa apresentação muito cuidada, com interlúdios bem conseguidos, a TAIPAM mostrou ao seu público o que melhor sabe fazer, num espectáculo muito cuidado e de grande qualidade.

De seguida, foram atribuídos os prémios. Assim, o Júri, constituído por:

Hugo Barrento - Estudantina Académica do ISEL / Tuna do Distrito Universitário do Porto (Presidente do Júri)
Catarina Santos - Meninas e Senhoras da Beira
Tatiana Cosme - ATITUNA - Tuna Feminina da FPCEUP
Tiago Almeida - Copituna d'Oppidana - Tuna Académica da Guarda / Real Tunel Académico de Viseu

Deliberaram:

Melhor Serenata - TAFEP - Tuna Académica da Faculdade de Economia do Porto
Melhor Pandeireta - TAFEP - Tuna Académica da Faculdade de Economia do Porto
Melhor Porta-Estandarte - Tuna TS - Tuna de Tecnologias da Saúde do Porto
Melhor Solista - Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve
Melhor Desempenho Instrumental - Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve
Melhor Tuna - Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve


A tuna da casa entregou o prémio de Tuna mais Tuna e de Melhor Pasacalles à Versus Tuna e o prémio "Senhor de Matosinhos" ao Correia, da Estudantina Académica da Madeira, e as donzelas que, na noite anterior, assistiram às serenatas na Casa da Juventude, entregaram o respectivo prémio à TAFEP.

A festa prosseguiu no mesmo local da noite anterior, sempre num grande ambiente festivo.

Salienta-se, de forma muito positiva, não apenas o acolhimento (à qual a TAIPAM já habituou todos aqueles que, por ocasião do FITAM, visitam Matosinhos), como também a localização do palco (numa zona resguardada do som proveniente da feira, onde as pessoas podem assistir comodamente sentadas ao espectáculo, sem interferências do decurso das festas). O som foi também excelente, especialmente tendo em conta que se trata de um espectáculo ao ar livre, numa noite de muito vento, algo que poderia ter prejudicado bastante o desempenho, situação que felizmente não se verificou.

Salienta-se, ainda, nos dias que correm, ser um festival gratuito para quem assiste, bem como o lançamento de um CD de grande qualidade, que regista os temas mais conhecidos da TAIPAM.

O Portugaltunas agradece todas as facilidades concedidas para a cobertura do X FITAM, bem como parabeniza a TAIPAM pelo mesmo e pelo lançamento do seu trabalho discográfico.

Parceiros