Portugaltunas - Tunas de Portugal

VIII FITAM
/5 ( votos)

VIII FITAM

Um Grande Encontro De Amigos Na Cidade De Matosinhos...

Realizou-se nos passados dias 3, 4 e 5 de Junho a oitava edição do FITAM: Festival Internacional de tunas do Instituto Português de Administração de Marketing de Matosinhos, organizado pela Tuna Académica do IPAM.

O festival compôs-se de vários momentos extremamente agradáveis, começando logo na sexta-feira com o II ETAM - Encontro de Tunas do IPAM. O auditório Aurora da Liberdade recebeu o espetáculo protagonizado pela Tuna do Distrito Universitário do Porto, As Meninas e Senhoras da Beira - Tuna Feminina de Viseu, Tuna Feminina de Arquitectura da Universidade do Porto e a Desatuna - Tuna Feminina da ESAD.

Em pleno ETAM a Tuna do Distrito Universitário do Porto foi festejando o seu 6º Aniversário, juntando na Associação Aurora da Liberdade os seus elementos e amigos.

As tuna rumaram para para a casa da Juventude, cujas janelas e praça circundante acolheram as donzelas e o demais público a quem se destinou a III Serenata à Cidade.

A serenata iniciou-se ao som da Tuna TS com "Menina dos olhos de água" e "Só um beijo", continuando com a Versus Tuna em "Moura Encantada" e "Ao largo do amor". Ouviu-se ainda Tuna Académica da Universidade Portucalense em a "Rosinha dos Limões" e "Moçoila", e por fim a Tuna Universitária de Beja com "Meu Alentejo" e "Mais uma vez".

As tunas seguiram para o restaurante Cangalhas e para a Taberna da Boémia, onde, além de muito "Sunquick", os tunos também se puderam deleitar com uma típica sardinhada, sempre com muita música à mistura. A diversão continuou pela madrugada dentro na Discoteca Chill Out.

No sábado, após o almoço e o check sound, as tunas desfilaram em pasacalles por entre os participantes animados e as barraquinhas das festas do Senhor de Matosinhos, em cujo palco principal se apresentou o cerne do espectáculo - o VIII FITAM, iniciado pelas 22h.

A Dolphituna - Tuna Feminina do IPAM, foi a primeira tuna a subir a palco, como convidada do FITAM. Brindou o público com o popular "Oiça lá ó Senhor Vinho", "Haja o que houver" dos Madredeus, numa interpretação a solo, o tradicional "Ferreiro" e ainda dos Flor-de-lis - "Todas as ruas do amor".

Por entre as apresentações engraçadas de André Pereira "Jacaré", as tunas a concurso foram apresentando o seu espectáculo, iniciado pela Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve. Trouxe-nos os originais "Cidade de Cetim" (na voz do solista) e "A noite e a tuna". Da banda sonora do filme " O Piano" , interpretaram como instrumental "The promise" de Michael Nyman, seguido do fado de Lisboa "Foi Deus" e o "Hino da Tuna".

Seguiu-se a Tuna Universitária de Beja, iniciando a sua actuação à capella com um poema de Mário Beirão em "Castelo de Beja", "É tão bom"de Sergio Godinho e" Piel Canela" num ritmo muito quente e animado. Interpretaram uma peça instrumental baseada num medley de temas clássicos (de compositores como Bach, Beethoven e Mozart); a serenata "Mais uma vez" e o popular fado "Maria Lisboa" com uma prestação animada dos seus pandeiretas. Findaram com "Meu alentejo".

A Tuna TS - Tuna da Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto começou com "Also sprach zarathustra", seguindo com Tito Puentes em "Ran Kan Kan", e um instrumental Israelita bastante ritmado " Hava Naguila". O solista interpretou "Festa da Vida", com um envolvente show do entandarte. "Bella Ciao", "Rosa à Janela" e "Oxalá que te veja" foram as músicas finais, sempre com um forte e animado ritmo alternado com uma fantástica apresentação de pandeiretas e estandartes.

A Tuna Académica da Universidade Portucalense foi a ultima do concurso sincronizando a sua actuação com o musical divertido da história do caloiro Adolfo Dias.Ouvimos temas como a "Balada da Rita" de Sérgio Godinho, a bela serenata "Moçoila" numa dedicação às senhoras, o poema de Ary dos Santos em "Cavalo à Solta"e "Rouca vai à Campainha" das Vozes da Rádio.

Por fim os anfitriões: a Tuna Académica do IPAM subiu a palco para encantar o "seu" público com " Canoas do Tejo" tema de Carlos do Carmo, "Mente ao meu coração", "Vaidade em ser do Porto" e ainda o hino de todo o festival "Senhor de Matosinhos". O público aplaudiu veemente os senhores da festa, sempre com muita alegria.

Foi então tempo da entrega dos prémios, alvo de avaliações de: 

- donzelas (prémio de melhor serenata) 

- organização (prémios de tuna mais tuna e melhor desfile) 

- Jurados (prémios de palco): Tiago Almeida - Copituna d´Oppidana; Catarina Santos - Meninas e Senhoras da Beira; Hugo Barrento - Estudantina do ISEL e TDUP; Ricardo Tavares - TDUP; Tatiana Cosme - Atituna.

 

Prémios atribuídos: 

Melhor Pandeireta: Tuna TS

Melhor Estandarte: Tuna TS

Melhor Solista: Tuna Universitária de Beja

Melhor Desempenho Instrumental: Tuna TS

Melhor Serenata: Tuna Universitária de Beja

Melhor Desfile: Tuna Universitária de Beja 

Tuna mais Tuna: Versus Tuna

Prémio "O Senhor de Matosinhos": o tuno "Barril" da Versus Tuna 

Melhor Tuna: Tuna TS 

 

A festa continuou até de manha no Pegadas Bar, Taberna da Boémia, sempre com muita animação e muitos resistentes.

 

É de destacar a excelente organização deste festival, onde não falhou nada, nem o sorriso nas caras cansadas dos organizadores. Foi deveras um grande encontro de amigos, mais do que um festival, por todo o ambiente familiar que se viveu. Um agradecimento especial à Taberna da Boémia, principalmente ao Sr. Fernando e à Sra Maria José pelo acolhimento e pela paciência. Esperemos mais uma edição no próximo ano.


 


Parceiros