Portugaltunas - Tunas de Portugal

VII Noites de Baco
/5 ( votos)

VII Noites de Baco

A Reportagem De Mais Um Grande Evento Ao Abrigo De Baco...

Decorreu este fim-de-semana, a sétima edição do festival de tunas "Noites de Baco" organizado pela TinTuna - Tuna Académica da Egas Moniz.

Começou com o arraial, na sexta-feira (dia 4), que decorreu no recinto do refeitório da Escola Superior de Saúde Egas Moniz, contando com alguns DJ's, e que se prolongou até ao Sol nascer.

No dia do festival, durante a tarde, enquanto uns ajustavam o som no auditório, outros cantavam num café próximo do recinto do espectáculo. Mais tarde, começou o jantar e logo depois, o início do espectáculo, já pelas 22:00h. A noite começou com a actuação da tuna convidada In' Spiritus Tuna - Tuna Feminina da Cooperativa Egas Moniz, que actuou para um auditório recheado maioritariamente de estudantes, com temas como "Hino da In' Spiritus Tuna" e "Capas negras".

Entre as actuações das tunas, os apresentadores (dois membros da TinTuna) fizeram algumas brincadeiras, em jeito de sátira, envolvendo alguns dos temas controversos da actualidade.

A primeira tuna a concurso, a ESTuna - Tuna de Engenharia da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal, sobe a palco e toca "Outra Vez", "Vida de Tuno" e a serenata "Sereia do Sado", todos eles originais desta tuna. Depois foi a vez de uma adaptação do tema "Rio Azul" de Mário Regalado e de seguida, sem paragem, o original "Janela Para o Mar", terminando com o grito académico.

Sobe, pouco depois, a palco a T.A.U.E. - Tuna Académica da Universidade Évora que iniciou a sua actuação com uma adaptação do tema do vasto cancioneiro alentejano "Vizinha Tem Cá Lume", os originais "Trova do Sem Pavor" e "Olhos Azuis", o instrumental "Tico-Tico no Fubá" adaptação do tema interpretado por Carmen Miranda, "Trazem no Peito Saudade" outro original. Despede-se com uma música também do cancioneiro alentejano "Rosa Branca" à capella.

Durante o intervalo era visível a festa que se realizava na entrada do auditório, protagonizada pelas outras tunas presentes no evento.

A segunda parte do festival começou com a actuação da segunda tuna convidada, a anTUNiA - Tuna de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, que tocou uma adaptação do tema interpretado por Vânia Fernandes no Festival Eurovisão da Canção 2008 "Senhora do Mar", o original "Sonhos", a adaptação do tema de Mafalda Arnauth "Meus Lindos Olhos". Logo depois outra adaptação desta vez do tema "Lágrimas Negras" original de Miguel Matamorros, abandonando o palco ao som do instrumental da música original "Serenata à Meia Noite".

De seguida a terceira tuna a concurso, a Estudantina Universitária de Lisboa. Começou com a adaptação do tema de Dulce Pontes "O Infante", depois a música "Em Viagem", o instrumental original de Júlio Pereira "Carrocel 8" o qual a E.U.L. alcunhou de "Roda dos Marinheiros", "Tourada" interpretação do tema de Fernando Tordo e por fim o origina "Sinos da Sé".

Já por volta das 02:30h subia a palco a Estudantina Académica do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, que começou a sua actuação com duas adaptações dos temas "Sonho" e "A Andorinha da Primavera". Seguiu-se, em homenagem a Amália, uma adaptação do tema "Gaivota", o instrumental "medley" de músicas conhecidas contando a história da música, "A Rua do Gato Preto" interpretação do tema do grupo Ala dos Namorados e no final o original "Hino da EAISEL".

A noite já ia longa quando a "tuna da casa" se juntou em cima do palco para também eles fazerem a sua actuação, começando por tocar os originais "Ser TinTuno", a serenata "Noites de Luar" e "Quatro Caminhos", as adaptações dos temas "No teu Poema" de Carlos do Carmo e "Nini dos meus quinze anos" de Paulo de Carvalho e terminaram a actuação com o original "Tágides".

Depois dos agradecimentos, o porta-voz do júri revelou os resultados:

- Tuna mais Tuna: Estudantina Académica do ISEL
- Melhor Pandeireta: ESTuna de Setúbal
- Melhor Estandarte: ESTuna de Setúbal
- Melhor Instrumental: Estudantina Universitária de Lisboa
- Melhor Solista: Estudantina Universitária de Lisboa
- Melhor Tuna: Estudantina Universitária de Lisboa

A festa continuou na entrada do auditório com muita música, cerveja e alegria, e durou até de manhã, altura em que os resistentes começaram a voltar para suas casas.

De notar o grande espírito tunante demonstrado pelas tunas que estiveram a tocar à porta do auditório desde o início do espectáculo até ao seu final já quase ao nascer do Sol.

Parabéns à TinTuna pelo espectáculo.

Até ao próximo...

Parceiros