Portugaltunas - Tunas de Portugal

TUP na Venezuela
/5 ( votos)

TUP na Venezuela

Notícia Agência Lusa

10 de Junho: «Primeiro sentimento da comunidade é o orgulho em ser português» - Tuna
Universitária do Porto


Número de Documento: 9772240


Caracas, Venezuela 09/06/2009 01:11 (LUSA)


Temas: Música, Cultura (geral), emigrantes


Caracas, 09 Jun (Lusa) - O primeiro sentimento que a Tuna Universitária do Porto captou da
comunidade portuguesa radicada na Venezuela "é o orgulho em ser português", revelou à Agência Lusa João Sousa, mestre do grupo composto por 21 integrantes.

"O primeira sentimento da comunidade é de orgulho em ser português", disse.


Os integrantes da Tuna Universitária do Porto encontram-se na Venezuela, no âmbito de uma digressão que conta com o apoio do Consulado Geral de Portugal em Caracas e se prolonga até domingo, que incluiu um concerto especial, no Centro Português, para assinalar o Dia de Portugal de Camões e das Comunidades Portuguesas.


Do programa, que começou com uma actuação na Ilha de Margarita, fazem parte concertos nas
localidades de Los Teques, Puerto Ordáz, Guatire e La Guaira. Também na "Luso-Rumba 2009" (festa na discoteca), no Colégio Emile Friedman, na Feira Internacional de Comércio e Turismo, no Centro Marítimo da Venezuela e na Casa Portuguesa de Arágua.

Em declarações à Agência Lusa, o mestre da Tuna, João Sousa, explicou que as "actuações estão a
decorrer muito bem" apesar de antes estarem "um bocado receosos" pela maneira como reagiriam os portugueses e venezuelanos que, afinal, "têm sido fantásticos". "Estamos perfeitamente à vontade e todos entrosados aqui na Venezuela, com a comida, o ambiente e a cultura. Além desse sentimento de orgulho em ser português, percebemos um outro forte sentimento que é o de proximidade. É como se fossemos o veículo de ligação rápida com o outro lado do Atlântico",
disse João Sousa à Agência Lusa.


Precisou que incluíram no repertório temas como o Alma Llanera, que é considerado o segundo hino nacional para os venezuelanos e o "Estampa Cumanesa, que ainda não foi apresentado e será uma surpresa".


Antes de concluir, fez questão de sublinhar que, para além dos portugueses, também "os venezuelanos têm reagido muito bem e sentimos que o público vibra imenso quando tocamos as músicas venezuelanas".


FPG
Lusa/Fim

Parceiros