Portugaltunas - Tunas de Portugal

Resultados do VIII FESTA - Festival Internacional de Tunas do Atlântico
/5 ( votos)

Resultados do VIII FESTA - Festival Internacional de Tunas do Atlântico

Tunadão Foi A Vencedora

Integrado na programação das comemorações do quinto centenário da cidade do Funchal, realizou-se ao longo de três dias mais um FESTA – Festival Internacional de Tunas do Atlântico – este ano na sua oitava edição.


No primeiro dia as Tunas deslocaram-se ao Município de Santa Cruz onde actuaram nas artérias principais deste Concelho. À noite, junto ao edifico da Câmara Municipal, um público atento esteve presente para ouvir a apresentação do prémio “Melhor Serenata”. De regresso ao Funchal, o convivo continuou até de madrugada no Café do Teatro.


No segundo dia as Tunas desfilaram pelo centro histórico do Funchal demonstrando toda a sua alegria junto da população local e dos inúmeros turistas que se iam juntando frente à Sé Catedral.


Nesse dia à noite, após um jantar farto e bem animado, as Tunas dirigiram-se a Câmara do Lobos, local conhecido pelos seus bares da “poncha”, onde deram uma pequena actuação num palco preparado para esse efeito. A empatia com os populares foi uma constante. A noite continuou na Discoteca “Copacabana”.


A efectivação do Certame aconteceu Sábado, dia 4 de Outubro, na Sala de Congressos do Casino, onde se registou “casa cheia”, pois, todos os lugares disponíveis foram vendidos!


A abertura deste Festival coube à Tuna organizadora, a Estudantina Académica da Madeira, que executou dois temas originais do seu repertório: “Alma” e “Estudantina Passa”.


A primeira Tuna a concurso foi a Tunadão de Viseu. Revelaram um bom conjunto de vozes e pandeiretas. Foi sem dúvida uma actuação exuberante.

De seguida tocou a Tuna da Universidade Carlos III de Madrid. A sua actuação foi sóbria mas revelou algum nervosismo.

A encerrar a componente competitiva surge a Estudantina Académica de Castelo Branco. Demonstraram coesão e um bom naipe de estandartes sendo efectivamente uma Tuna com provas dadas em tão pouco tempo de vida.


Enquanto o Júri deliberava, ainda subiram a palco duas tunas da Casa: a Enfertuna da Madeira (afilhados da Estudantina) que com apenas 9 elementos (já que os restantes estavam de serviço no banco hospitalar) tiveram a coragem de actuar e a hombridade de aceitar o convite, e a Tuna D’Elas com a qualidade musical a que estamos habituados a ouvir.


Por fim, e antes da entrega de prémios, a Estudantina apresentou mais dois temas: “Havah Nagila” e o original “Funchal de Verde Manto”.



Seguidamente procedeu-se à entrega dos prémios:

Melhor Tuna – Tunadão de Viseu

Segunda Melhor Tuna – Estudantina Académica de Castelo Branco

Terceira Melhor Tuna – Tuna da Universidade Carlos III de Madrid

Melhor Solista – Tuna da Universidade Carlos III de Madrid

Melhor Instrumental – Tunadão de Viseu

Melhor Pandeireta – Tunadão de Viseu

Melhor Porta-estandarte – Estudantina Académica de Castelo Branco

Tuna Mais Tuna – Tunadão de Viseu (atribuído pela Organização)

Melhor Passa-Calles – Estudantina Académica de Castelo Branco (atribuído pela Organização)

Melhor Serenata – Tunadão de Viseu

É de referir que a apresentação deste evento esteve a cargo do “Compadre Jodé”, figura burlesca madeirense que pela sua irreverência e crítica social mordaz pôs todo o público ao rubro.

Até para o ano!

Parceiros