Portugaltunas - Tunas de Portugal

Portuscalle 2012: A reportagem
/5 ( votos)

Portuscalle 2012: A reportagem

Perante Um Coliseu Praticamente Preenchido.

Decorreu hoje mais uma edição do Portuscalle - antes conhecido como FitFeup - no Coliseu do Porto, perante uma casa praticamente cheia da plateia até às galerias, com pequenas falhas aqui e ali na sua ocupação, o que nos tempos que correm é de registar sobremaneira, após a recepção às tunas convidadas pela anfitriã - TEUP - durante a tarde de hoje.

 

Mormente todo o entorno criado em volta deste certame, o mesmo decorreu com toda a normalidade, tendo tido a presença do Dux da Academia bem como de outras ilustres individualidades, que apreciaram confortavelmente o bom espectáculo oferecido por todas as intervenientes, como é da praxe aliás, provando assim e mais uma vez a vitalidade, importância e força das tunas da Academia do Porto de forma inequívoca.


A abertura do Portuscalle coube à Tunafe - Tuna Feminina da Faculdade de Engenharia da U.Porto que apresentou uma estreia, dando lugar à 1ª tuna em competição, a Tuna Universitária do Minho, que com cerca de 40 elementos em palco apresentou temas como sendo "Alborada", "Sonho", "Partizan" como instrumental, "Con Te Partiró" e "Adeus é sempre Adeus", numa actuação consistente.

Segui-se a Tuna de Medicina de Coimbra que com cerca de 26 elementos em cenário desfilou temas como "Balada da Despedida", "Coimbra dos Amores", "Cantar de Estudante", o instrumental "às Vezes", "Voar" e saída com o tradicional F.R.Á, numa actuação de qualidade, todavia, extensa.

 

Após o intervalo surge em palco a Tuna madinha da anfitriã, a TUP, que extra-competição, apresentou "Ondas do Douro", "Guantanamera", "Madalena" e finalmente o clássico "Amores de Estudante", apoiada pela sua claque do O.U.P. que se fez notar no Coliseu do Porto esta noite.


Seguimento com a Tuna de Medicina do Porto, com cerca de 35 elementos, revisitando temas como sendo "Quero", "Romeiro ao Lonxe", "Conquista" ou ainda "Noites de Ronda", bem como um tema instrumental, destacando-se o seu solista em particular, apoiada ruidosamente pela sua claque.

 

A ultima Tuna da noite a concurso foi a Tuna da Universidade Católica Portuguesa - Porto, que inciou a sua actuação com "Torero soy/Novillero quiero ser", passando em revista temas como "Oraçao", excerto da "Abertura do Barbeiro de Sevilha", "Maria Lisboa" e o tema de Gloria Estefan "Mi Tierra" a encerrar, com destaque para os seus pandeiretas.

A Tuna anfitriã deste Portuscalle - Tuna de Engenharia da Universidade do Porto - encerrou a noite dando tempo para a deliberação do Jurado, que foi a seguinte:

 

Melhor Pandeireta: TUCP
Melhor Estandarte: Tuna Medicina Porto
Melhor Solista: Tuna Medicina Porto
Melhor Instrumental: TUCP
Tuna Mais Tuna: Tuna Medicina Coimbra
Melhor Tuna: Tuna Medicina Porto

 

O Mais: Clara demostração da vitalidade da tuna anfitriã, bem como da Tuna em geral na Academia, que encheu o Coliseu do Porto; organização à altura, a ultima apresentação da noite que anteceu a TEUP: lacónica.

 

O Menos: Sonoplastia a rever futuramente; Apresentações extensas que oscilaram entre o humor bem conseguido e algum burlesco excessivo; reportórios idosos com raras novidades.


O PortugalTunas agradece as facilidades concedidas pela TEUP para a cobertura deste Portuscalle, seguramente a repetir ano próximo, por força do sucesso desta edição.

Parceiros