Portugaltunas - Tunas de Portugal

IX Fast'A Noite
/5 ( votos)

IX Fast'A Noite

Reportagem

Decorreu em Coimbra nos passados dias 4 e 5 de Abril, o IX FAST' À NOITE - Festival de Tunas Mistas organizado pela Tu Na D'ESTES - Tuna Académica da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra. Esta edição do FAST' À NOITE contou com a participação das seguintes Tunas a concurso:
* Tuna Médica de Lisboa - Tuna de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa
* Rausstuna - Tuna Mista de Bragança
* Quantunna - Tuna Mista da Faculdade de Ciências e Tecnologia
* Tunífica - Tuna Católica de Mafamude
Este Festival contou ainda com a participação extra-concurso da Estudantina Universitária de Viseu, Tuna irmã da anfitriã Tu Na D'ESTES.

O Festival teve início na sexta-feira dia 4 de Abril com a noite de serenatas que estava prevista ser realizada na Praça 8 de Maio à porta da Igreja de Santa Cruz. Devido às más condições climatéricas, a organização decidiu realizar a serenata no tradicional restaurante Be Fado na Baixa Coimbrã.

O Festival em si decorreu teve lugar no Auditório Santa Clara na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra, na noite de Sábado com uma boa lotação (cerca de 270 pessoas na assistência). O FAST' À NOITE é habitualmente um Festival temático, sendo o tema escolhido para a edição deste ano: Tradições Portuguesas.

Coube à Estudantina Universitária de Viseu, na qualidade de Tuna extra-concurso, a abertura do Festival. Começaram por apresentar uma "rapsódia", seguido do original "Aqui. Apresentaram ainda o original "Vultos", o seu instrumental 3 em 1 de Júlio Pereira e terminando com mais um original "Tu és assim".

De seguida, subiu a palco a primeira Tuna a concurso, a Rausstuna que iniciou a sua atuação com o tema "S. Miguel", música de Rui Veloso e letra de Carlos Tê, seguido do original "Sempre Bragança". Apresentaram também "Festa da Rausstuna", adaptação do tema a "Festa" dos Despe e Siga, "Sodad" de Cesária Évora na voz solista Pedro Baptista e o instrumental original "Fogo na Escuridão". A Rausstuna interpretou ainda o seu original "Vamos ao Festival" terminando ao som do tema do Big Show SIC adaptado para o FAST' À NOITE. Destaque na atuação da Rausstuna para a prestação dos seus port-estandartes Diana Garcia e Vasco Carvalho.

Em palco seguiu-se a Tuna Médica de Lisboa que iniciou a sua atuação com "Adeus da Primavera", medley dos Madredeus (Andorinha da Primavera + Adeus... E nem Voltei) interpretado na voz das solistas Ana Cristina Nunes "Crias" e Renata Ribeiro "Docinho". Prosseguiram com o tema popular "Moda do Entrudo", seguido do instrumental "Barbeiro de Sevilha" de Rossini e da adaptação do tema de Amália Rodrigues "Lisboa à Noite" na voz da solista "Docinho". Terminando com a habitual adaptação musical do filme "A Canção de Lisboa". Uma muito boa prestação da Tuna Médica de Lisboa com destaque para a projeção vocal e para a prestação das suas solistas.

Após o intervalo, subiu a palco a terceira Tuna a concurso, a Tunífica que apresentou o tema "Canciones de Amor" de Donato e Estefano, seguido de "Vais Partir" de Clemente. Seguiu-se o instrumental "Palladio Breakout" ("Palladio" de Karl Jenkins + "Zooster Breakout" de Hans Zimmer) e "Não te Detenhas" adaptação musical de uma letra de Madre Teresa de Calcutá, terminando com o original sobre a cidade de Gaia "MusiCALE" na voz do solista Miguel Bandeirinha. A Tunífica espalhou no palco de Coimbra a sua sonoridade musical e reportório muito característicos.

A última Tuna a concurso a pisar o palco do FAST' À NOITE foi a Quantunna que apresentou, como já é sua tradição, um reportório predominantemente composto por temas originais começando com "Mondego" a cappella, seguido do instrumental "Viagem" e de "Festa das Latas". Prosseguiram com "Lá vai mais uma Cantiga" do Conjunto António Mafra, do original "Um Lugar Diferente", terminando com "Voltar" de Rodrigo Leão na voz da solista Juliana Silva. Principais destaques na atuação da Quantunna para os arranjos vocais, para os interlúdios musicais e para a prestação dos seus pandeiretas.

Por último, subiu ao palco do Auditório Santa Clara, a anfitriã Tu Na D'ESTES que iniciou a sua atuação com o tema "Alegria" do Cirque du Soleil na voz da solista Dora Simões, seguido do original "Eterno Beijo". Prosseguiram com um tema dedicado aos finalistas da Tu Na D'ESTES, "Balada do 5º ano Jurídico 88/89" na voz do solista André Oliveira. Interpretaram ainda "Canção de Embalar" de "Zeca" Afonso encadeado com a "Moda do Entrudo", tema de origem popular celebrizado pelo próprio mestre "Zeca". Tendo em conta alguma demora do júri na deliberação, a Tu Na D'ESTES apresentou ainda "Retrato d' Homenzinho Pequenino com Frasco" da Banda do Casaco (1976), "Assim mesmo é que é (Rapariga)" da Estudantina Universitária de Coimbra e "A História do Zé Passarinho" dos Ala dos Namorados.

Após a deliberação do júri composto por Miguel Sanches (Estudantina Universitária de Viseu), Arménio Santa (músico e produtor musical), Pedro Vitorino (Real Fortuna Académica de Coimbra, guitarrista do projeto Nó Cego), Luis Travassos (guitarrista e fadista) e Emanuel Melo (ex-presidente do Orfeon Académico de Coimbra), procedeu-se à entrega dos prémios:

Melhor Serenata - Tuna Médica de Lisboa

Melhor Estandarte - RaussTuna
Melhor Pandeireta - Quantunna
Melhor Solista - Tuna Médica de Lisboa
Melhor Instrumental - Tuna Médica de Lisboa
Melhor Original - Quantunna
Melhor Adaptação Tuna Médica de Lisboa
Tuna Mais Mista - Quantunna
Prémio Temático ("Tradições Portuguesas") - RaussTuna

Tuna Mais Tuna - RaussTuna
Melhor Tuna - Tuna Médica de Lisboa

A Tu Na D'ESTES encerrou o Festival ao som da "Ressaca" da extinta Tuna Académica da UCP de Viseu.

 

Parceiros