Portugaltunas - Tunas de Portugal

IX ESTUDANTINO : Toda a reportagem
/5 ( votos)

IX ESTUDANTINO : Toda a reportagem

Tuna De Medicina De Múrcia, A Vencedora Da Noite

Nos passados dias 11 a 12 Março, decorreu na cidade de Lisboa, o IX ESTUDANTINO – Festival Internacional de Tunas comemorativo do XVIII aniversário da Estudantina Académica do ISEL.

Na sexta feira à noite iniciou-se o festival com as actuações de todas as tunas a concurso no Real República de Coimbra da Expo 98, para os muitos que pensaram que este bar já está fechado, ficou mais uma vez provado que está vivo e recomenda-se.

O Real engalanou-se e recebeu um mar de gente como à muito não se via, permitindo o convívio entre muitos estudantes de Lisboa com as tunas, estavam a concurso 2 Prémios nessa noite o de Tuna + Real e Tuna + bebedoura ambos ganhos pela Tunadão.

No Sábado depois de um descanso de algumas horas, retomou-se as festividades com um passacalles, que se iniciou na Associação Musical 3 de Agosto de 1885 (Sede da Marcha de Marvila) e terminou com uma serenata a um júri feminino nas janelas na sede do clube Oriental. Foi uma tarde muito passada, regada e onde imperou a boa disposição com toda a população mais antiga do Bairro de Marvila.

Às 21h30 teve lugar o IX ESTUDANTINO no Cine-Teatro da Encarnação, como uma sala completamente lotada e um bom sistema de som deu-se inicio ao festival com a Tuna Feminina do ISEL com 22 tunantes, fizeram uma actuação muito boa mostrando o bom momento que atravessam, tocaram: Ele e Ela, Ode à Tuna, Só gosto de ti, Instrumental, Rapazote, Lisboa e o Tejo, Estudante Trajado.

Deu-se então em seguida às actuações das tunas a concurso. A 1ª tuna a concurso foi a Tuna de Medicina de Múrcia com 23 elementos, fez uma actuação muito boa a nível musical e completa na sua variedade de reportório, onde se notou uma preparação especial para este festival e também uma constante interacção com o público através do seu apresentador, destacou-se também a grande voz do seu solista e o instrumental, as músicas que apresentaram foram: Capullito de Alheli, El canto a la Espada, Brasileirinho Mix (Instrumental), Zambra Gitana, Lisboa Antiga, La Banda.

A 2ª tuna a concurso foi a Tuna Camoniana “In Vino Véritas” da UAL com 20 elementos, mostrou a razão porque são umas das tunas mais respeitadas de Lisboa, através de um misto de veterania e novos caloiros fez uma actuação muito interessante, aliando a boa qualidade nos seus arranjos com a segurança de reportório, as músicas que apresentaram foram: In Vino Véritas, Serenata a Lisboa, Sentimento (Instrumental), Inês, Recordar, Canção do Bandido.

A 3ª tuna a concurso foi a T.A.S.C.A com 15 elementos, brindou o público com uma actuação cheia de garra e muito divertida, onde imperou sempre a boa disposição do qual muita culpa teve o seu apresentador, as músicas apresentadas foram: Funiculi Funicula, A mais bela prenda, Instrumental, Razão do meu sonhar, Prova Oral, Tunos do Sado. Deu-se então o intervalo onde se registou uma enorme festa no bar do cine-teatro, do qual se destacou o reencontro de velhos e novos amigos.

A 4ª tuna a concurso foi a Tintuna – Tuna Académica da Egas Moniz com 30 elementos, provou mais uma vez a sua enorme qualidade vocal através dos seus arranjos e solista, cheios de gente nova conseguiu estar em muito bom plano, as músicas apresentadas foram: Nini dos meus 15 anos, No teu poema, Quatro Caminhos, Guitarra toca baixinho, Marcha do pião das nicas.

A 5ª tuna a concurso foi a Tunadão 1998 – Tuna do Instituto Politécnico de Viseu com 40 elementos, com um excelente sentido de espectáculo apresentou um reportório muito dinâmico, mostrando a qualidade dos seus pandeiretas, porta-estandartes e acima de tudo a enorme vontade de mostrar a Lisboa o extraordinário momento que vivem como tuna, agarrando o público do 1º minuto até ao último da sua actuação, demonstraram que a alegria de serem tunos não tem preço, as músicas apresentadas foram: Estudante de Viseu. Novo Fado da Severa, Libertango (Instrumental), Balada do Padeiro, Caravelas/Menina da Saia Preta.

A 6ª tuna e última a concurso foi a Estudantina Académica de Castelo Branco com 35 elementos, teve uma actuação muito conseguida sendo notório o seu crescimento musical, destacou-se principalmente a nova música “O Vento Mudou” causando alguns suspiros femininos e o excelente desempenho do seu porta-estandarte, as músicas apresentadas foram: Variações Albicastrenses em Lám, Estudante, A Velha (Instrumental), O Vento mudou, É por ti que eu canto.

Finalizando o festival subiu a palco a tuna organizadora a Estudantina Académica do ISEL com 60 estudantinos, uma actuação muito divertida reforçando os laços de amizade existentes entre o público e a EAISEL, de realçar 2 momentos: o primeiro a estreia da nova mascote dos pandeiretas de seu nome Francisco que com 10 anos surpreendeu o público com os seus dotes artísticos e o segundo momento com o pedido de casamento após a serenata Cortesia Final por um dos seus estudantinos Cláudio Russo “Putin” à sua namorada Lena, já agora por curiosidade ela aceitou.

O reportório apresentado foi: Silêncio de Tanta Gente, Gaivota, História da Música (Instrumental), Gato Preto, Vem e Andorinha, Lisboa Rainha do Mar, Hino da EAISEL, Cortesia Final e Hombre Sincero.

Os prémios atribuídos pela organização foram:

Tuna + Real: TUNADÃO 1998 – Tuna do Instituto Politécnico de Viseu

Tuna + Bebedoura: TUNADÃO 1998 - Tuna do Instituto Politécnico de Viseu

Melhor Passa-calles: TUNADÃO 1998 - Tuna do Instituto Politécnico de Viseu

Melhor Serenata: TUNADÃO 1998 - Tuna do Instituto Politécnico de Viseu

Tuna Simpatia: T.A.S.CA – Tuna Académica Setúbal Cidade Amada

Tuna + Tuna: TUNADÃO 1998 - Tuna do Instituto Politécnico de Viseu

Tuna do Público: TUNADÃO 1998 - Tuna do Instituto Politécnico de Viseu

 

Prémios atribuídos pelo júri:

Melhor Pandeireta: TUNADÃO 1998 - Tuna do Instituto Politécnico de Viseu

Melhor Porta-Estandarte: Estudantina Académica de Castelo Branco

Melhor Instrumental: Tuna Medicina de Múrcia

Melhor Solista: Tuna Medicina de Múrcia

3ª Melhor Tuna: TUNADÃO 1998 - Tuna do Instituto Politécnico de Viseu

2ª Melhor Tuna: Tintuna – Tuna Académica da Egas Moniz

Melhor Tuna: Tuna Medicina de Múrcia

 

Fizeram parte do júri deste IX ESTUDANTINO: Nuno Coimbra – Ensaiador da Estudantina Académica do ISEL (Presidente do Júri) Carlos Passos - Violinista de orquestra e Presidente do Sindicato dos Músicos. Jean-Pierre Silva, Fundador e 1º Magister do Real Tunel Académico - Tuna Universitária de Viseu, Investigador do fenómeno tunante e Maestro do Coro de Santa Doroteia de Lisboa. Rui de Sá Sequeira - Maestro do Grupo Coral de Lisboa do Clube Portugal Telecom e da Orquestra de Cordas Portuguesas da Aldeia da Música. Ex-elemento do grupo de Musica Popular Portuguesa Maio Moço

A organização despede-se com um agradecimento especial a todas as tunas participantes e guias da TFISEL, Inspiritus e Barituna que muito contribuíram para o sucesso deste IX ESTUDANTINO.

Parceiros