Portugaltunas - Tunas de Portugal

III Tageano
/5 ( votos)

III Tageano

A Reportagem

Nos passados dias 18 e 19 de Maio decorreu o III TAGEANO- Festival de Tunas organizado pela TAGES, Tuna Académica de Gestão de Santarém.
O Festival contou com a presença das seguintes Tunas a concurso:
* Quantunna, Tuna Mista da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra
* TMIST, Tuna Mista do Instituto Superior Técnico
* ARTuna, Tuna Mista da Escola Superior Artística do Porto
* TAEB, Tuna Académica de Enfermagem de Beja

O Festival teve início na tarde de sexta-feira 18 de Maio com a realização do pasacalles no Centro Histórico de Santarém. Para a noite estava reservada a serenata no Jardim da República, que acabou por ser cancelada devido às condições meteorológicas.

O Festival propriamente dito decorreu na noite de Sábado no Teatro Sá da Bandeira e teve início por volta das 21h15 com uma boa casa.

A anfitriã TAGES abriu a noite com o original "Memórias Douradas".

Logo a seguir subiu a palco a primeira Tuna a concurso, a Quantunna, que iniciou a sua actuação com a recriação de sons simulando chuva e trovoada. Numa actuação que incluiu apenas temas originais, como é característico da Quantunna, a Tuna de Coimbra apresentou "Mondego" a capella, "Festa das Latas", o instrumental "Viagem" com múltiplas sonoridades diferentes incluindo uma gaita de foles, Apresentaram ainda "Uma Rosa" e o belíssimo original "Um Lugar Diferente" com uma sonoridade diferente e pouco habitual no universo tunante. Terminaram ao som de "Vida de Caloiro". Destaque principal na actuação da Quantunna para a grande qualidade apresentada a nível instrumental e para alguns bons pormenores das suas pandeiretas.

Em palco, seguiu-se a TMIST que iniciou a sua actuação ao com do seu "Hino", seguido do original "Lisboa pela Manhã" e o instrumental original "Lenda". Interpretaram ainda "Vinho do Porto" de Carlos Paião, terminando com o "Medley do Festival da Canção" que incluiu "Hino da Eurovisão" a cappella, "Playback" de Carlos Paião, "Conquistador" dos Da Vinci, "Bem Bom" das Doce e ainda "E depois do Adeus" de Paulo de Carvalho com apontamentos a solo de Pedro "BT" Martins. Uma boa prestação da TMIST com principal destaque para os arranjos, dicção e projecção vocais mas também para a boa prestação das suas bandeiras e pandeiretas.

Após o intervalo subiu a palco a ARTuna que apresentou "Ciclo da Vida" a capella do filme Rei Leão (Música Elton John, Letra Tim Rice) na voz da Solista Rita Pereira, seguindo-se "Porto Sentido" de Rui Veloso/Calos Tê na voz do solista Ricardo Pereira, o original "Muito mais", "Há uma Música do Povo" (Letra de Fernando Pessoa) na voz da solista Ana Margarida, "Vinho do Porto" de Carlos Paião e saindo de palco ao som de "Madalena" de Elis Regina. O principal destaque da actuação a ARTuna foi a excelente prestação da solista Ana Margarida no tema "Há uma Música do Povo".

A última Tuna a concurso a actuar foi a TAEB que se apresentou em palco com 47 elementos e iniciou a sua actuação com um 2 em 1 de cantares alentejanos a cappella "Amora Madura/Castelo de Beja", seguido do instrumental "La Valse d' Amélie", o original "Vida de Estudante" e a serenata original "Oculto Desejo" na voz da solista Sara Fernandes. Apresentaram ainda o original "Vamos Cantar", "Menina do Alto da Serra" de Tonicha uma vez mais na voz da solista Sara Fernandes, o original "Azul da Capa" terminando com mais um instrumental 2 em 1 "O padrinho/He's a Pirate". A TAEB encheu o palco com inúmeras coreografias de pandeiretas e bandeiras, destacando-se ainda a boa projecção vocal (embora facilitada pelos presença dos seus 47 elementos em palco), a prestação da solista Sara Fernandes e a qualidade do seu violonista Gonçalo Oliveira.

Para terminar a noite subiu ao palco a anfitriã, a TAGES apresentou a serenata original "Serena Paixão", "Tinta Verde" de Vitorino, "Os Loucos estão Certos" dos Diabo na Cruz e o "Hino" da Tages.

Após a deliberação do júri composto por Ilídio Lopes (Presidente da Escola Superior de Gestão de Santarém), Vasco Tomás (Scalabituna - Santarém), Armanda "Metrocopasso" (Ex-TAGES) e Vincent Domingos "25" (Tu Na D'ESTES - Coimbra), procedeu-se à entrega dos prémios:


 

* Melhor Pasacalles (atribuído pela TAGES): TMIST
* Melhor Instrumental: Quantunna
* Melhor Solista: ARTuna
* Melhor Pandeireta: TAEB
* Melhor Porta-Estandarte: TMIST
* Tuna Mais Tuna (atribuído pela TAGES): Quantunna
* Menção Honrosa: Gonçalo Oliveira (violonista da TAEB) pelo seu desempenho musical
* Melhor Tuna: TAEB

Relativamente às condições técnicas, de destacar a excelente acústica do Teatro Sá da Bandeira e a muito boa qualidade do som tanto ao nível da captação, equalização, emissão para o público e retornos, bem como as boas condições em termos de iluminação.

Parabéns à TAGES pelo seu III TAGEANO e às Tunas presentes pelo com espectáculo proporcionado ao público scalabitano.

Até ao IV TAGEANO.

Parceiros