Portugaltunas - Tunas de Portugal

II TOSTA MISTA - Festival de Tunas Mistas Cidade
/5 ( votos)

II TOSTA MISTA - Festival de Tunas Mistas Cidade

Tu Na D'ESTES Vence 2ª Edição Do Tosta Mista

A Cidade de Viseu acolheu no passado fim de semana, 16, 17 e 18 de Outubro, o II TOSTA MISTA, Festival de Tunas Mistas organizado pela Estudantina Universitária de Viseu. Nesta edição estiveram presentes a concurso as seguintes Tunas:


- Tuna Económicas, Tuna Académica do Instituto Superior de Economia e Gestão de Lisboa
- Tu Na D'ESTES, Tuna Académica da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra
- Artuna, Tuna Mista da Escola Superior da Escola Artística do Porto
- TMEP, Tuna Mista de Enfermagem do Porto.
Estiveram ainda presentes duas Tunas convidadas (extraconcurso):
- Viriatuna, Tuna Académica da Escola Superior de Saúde de Viseu
- Infantuna, Tuna Académica Cidade de Viseu


O Festival teve início na sexta-feira dia 16 com a realização da serenata em frente à Câmara Municipal de Viseu. A Viriatuna iniciou a noite, seguindo-se a apresentação das serenatas das quatro Tunas convidadas. A Tuna Económicas apresentou o tema “Sonho de Amor”, A TMEP surgiu com o tema original “Amor de Tuno”, a Tu Na D’ESTES interpretou o seu original “Eterno Beijo”, seguindo-se a Artuna com “Porto Sentido” interpretado em dueto por Ricardo Pereira e Daniela Rego. A Viriatuna encerrou a noite com animação. A título de curiosidade, a festa prolongou-se pela noite dentro, na discoteca “Hangar”, com a presença da conhecida Nereida Gallardo. Muitos acabaram por tentar uma aproximação com um pedido de autógrafo mas houve até quem conseguisse trocar uns passitos de dança com a castelhana.

O Festival propriamente dito decorreu no Sábado dia 17 na Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu.
A Infantuna abriu o Festival com uma brilhante prestação apresentando temas tais como “Navegamos a Cantar”, a rapsódia “5 de seguida” ou ainda o seu famoso arranjo da música popular “Indo eu”. Foram momentos de grande qualidade nomeadamente no que diz respeito aos complexos e bem sucedidos arranjos vocais.
A primeira Tuna a concurso a pisar o palco da Aula Magna do IPV foi a Tuna Económicas que iniciou a sua actuação com o seu instrumental “La Noyee”, seguindo-se o tema original “Tuna das minhas Paixões”, o tema “Foi Deus” (composto por Alberto Janes) interpretado na voz do seu solista Tiago Costa, terminando a actuação com mais dois originais “Paixão latente” e Lisboa”. Um actuação de bom nível com os seus pandeiretas e porta-estandarte em bom plano.

Seguiu-se a TMEP que iniciou a sua prestação com o tema “Tiro ao Álvaro” dos Demónios da Garoa, seguindo-se “Pode ser Mentira” de Maria da Fé e os originais “Amor de Tuno” e “Porto”. A saída de palco foi feita ao som do hino da TMEP “Tuna, tu és a maior...”. A TMEP sofreu uma reestruturação recente, apresentando-se naturalmente com um nível um pouco inferior às restantes tunas a concurso mas demonstrando uma grande generosidade e vontade de estar em palco.

A Tu Na D’ESTES foi a terceira tuna a concurso a pisar o palco, iniciando a sua actuação com o seu instrumental “John Ryan’s Polka”, seguindo-se o tema “Fado Português” celebrizado na voz de Amália Rodrigues e também de Dulce Pontes, sendo interpretado com qualidade pela sua solista Sílvia Vaz. Seguiu-se a adaptação dos temas “Canção de Embalar” de Zeca Afonso, da conhecida “Coimbra do Choupal” com introdução pelo meio do instrumental “Libertango” de Astor Piazzola, e ainda do tema “Homenzinho” da Banda do Casaco (1974). A última música apresentada foi a animada “Ressaca”. A saída de palco foi feita ao som de uma mistura de “Remember (The Underdog Project) com “Right Now (Akon)”. Principais destaques para a boa qualidade dos arranjos vocais e instrumentais e para o desempenho dos seus pandeiretas.

A última Tuna a concurso foi a Artuna que se apresentou com a conhecida “Madalena”, com os originais “Estudante” com destaque para o dueto apresentado nas vozes de Carla Quartas e Ricardo Pereira, e “Muito Mais”. A Artuna voltou a por à prova sua solista de serviço Carla Quartas com o tema “Há uma Música do Povo”. O último tema apresentado foi o famoso “Vinho do Porto” de Carlos Paião que foi um dos momentos mais altos da prestação da Artuna. Uma actuação como sempre num registo “IMPECÁBEL”…

Antes da entrega dos prémios, subiu ao palco a Tuna da casa. A EUV apresentou os temas “Lua Minha Lua”, Menina Caloira” original da Coppituna d’ Opiddana, seguindo-se o seu Instrumental composto por quatro excertos de músicas de Júlio Pereira. Foram ainda apresentados o original “Vultos” com um original duelo de pandeiretas digno de um verdadeiro western, o tema “Nini dos meus quinze Anos” de Paulo de Carvalho e “Viseu Loucura”. De destacar ainda o momento emocionante em que o Presidente cessante da Estudantina, Petros Stavridis foi homenageado pelos seus colegas de Tuna, sendo justamente aplaudido de pé por toda a plateia da Aula Magna do IPV. Foi sem dúvida um dos momentos mais marcantes da noite.

Quanto aos prémios propriamente dito, o júri deliberou:
* Melhor pandeireta: Tuna Económicas
* Melhor porta-estandarte: Tuna Económicas
* Melhor Solista: Tu Na D’ESTES
* Melhor Instrumental: Tuna Económicas
* Melhor Adaptação: Tu Na D’ESTES
* 2ª Melhor Tuna: Artuna
* Melhor Tuna: Tu Na D’ESTES

Pela noite fora, na discoteca NB foi ainda divulgado o nome do vencedor do prémio Tuna mais Tuna que foi justamente atribuído à TMEP pela união e animação demonstradas durante todo o Festival.
Relativamente às condições técnicas, nota positiva para a qualidade do som, da iluminação e para as condições gerais da Aula Magna. Nota muito positiva para toda a estrutura organizativa do Festival a cargo da Estudantina Universitária de Viseu.

Parabéns à Estudantina pela organização deste II TOSTA MISTA que apresentou tunas num bom nível neste início de temporada tunística com uma vitória da Tu Na D’ESTES que foi desde já convidada para defender o título no III TOSTA MISTA.

Parceiros