Portugaltunas - Tunas de Portugal

FITUCB 2011
/5 ( votos)

FITUCB 2011

A Reportagem

 

Decorreu nos passados dias 11, 12 e 13 de Novembro, na cidade de Castelo Branco, o V FITUCB - Festival Internacional de Tunas Universitárias de Castelo Branco. No âmbito das comemorações do 5.º aniversário da tuna anfitriã, a Estudantina Académica de Castelo Branco procurou reunir, neste certame, tunas vencedoras das edições anteriores, bem como outras que tenham deixado a sua marca por terras alicastrenses.


Foi em ambiente de festa e de reencontro de amigos que se começaram a reunir os primeiros participantes nas instalações da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco; após o jantar, as tunas dirigiram-se para as imediações da Igreja de Santa Maria do Castelo, local escolhido para as serenatas, onde a animação foi o mote dominante. Com um ligeiro atraso, as tunas a concurso, precedidas pela Artintuna Copitusa - Tuna da Escola Superior de Artes Aplicadas do IPCB, deliciaram o público albicastrense com os seus temas de serenata, deixando um excelente mote para o espectáculo do dia seguinte. A festa continuou na discoteca Kimika, tendo-se prolongado até altas horas... da manhã.


Após o almoço de Sábado, as tunas foram recebidas no Cine-Teatro Avenida para uma Jeropiga de Honra, com a presença da Dr.ª Cristina Granada (Vereadora da Cultura) e do Dr. Arnaldo Brás (Vereador responsável pela Universidade Sénior), abrilhantando o momento com uma pequena actuação. De salientar, ainda, a presença sempre animada da Tuna da Universidade Sénior Albicastrense. Entre testes de som, conversas e convívio, rapidamente chegou a hora de jantar.
Por volta das 21 horas, o Cine-Teatro Avenida encheu-se para ouvir as tunas. Com apresentação a cargo de alguns elementos da Estudantina Académica de Castelo Branco, a abertura do espectáculo ficou a cargo da recém formada Tuna Feminina Albicastrense. Com os temas "Sonho", dos Madredeus, e "Um Contra o Outro", dos Deolinda, deram o toque feminino à noite, num projecto que terá, certamente, um futuro muito promissor.


A primeira tuna a concurso da noite foi a Bruna - Tuna Universitária da Figueira da Foz. Com 25 elementos em palco, iniciaram a actuação com o seu instrumental e o tema "Navegante". De seguida, foi tempo de o seu solista brilhar em "Muñequita Linda", prosseguindo para uma junção dos temas "Marcha da Trindade" e "Versos de Amor". "Figueira", numa adaptação do tema originalmente cantado por Simone de Oliveira foi o tema que se seguiu, tendo a Bruna finalizado com "À Minha Maneira" e a peça vocal "O teu olhar".


A segunda tuna a concurso foi a Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra, com 26 elementos em palco. Iniciaram a sua actuação com "Fado de Coimbra", prosseguindo para o seu animado "Coimbra dos Amores". A execução do instrumental deu continuidade à actuação, seguindo-se o tema de solista, "Voar". "Cantar de Estudante" e "Balada" finalizaram a prestação desta tuna.


Da Guarda, e com 26 elementos em palco, a Copituna d'Oppidana - Tuna Académica da Guarda foi a tuna que encerrou a primeira parte do espectáculo. Iniciaram o seu espectáculo com um trecho instrumental, denominado pela própria tuna como "Música dos Cowboys do Agosto", prosseguindo para o tema "Playback". A sua actuação prosseguiu com a execução do tema instrumental, "Domingo à Tarde", bem como com dois originais, "Menina Caloira" e "Capa ao Ombro". De seguida, apresentaram o seu tema de solista com "Senhora do Mar" e terminaram a sua actuação com o seu animado Grito e o já conhecido "Vamos Embora".


A abertura da segunda parte do espectáculo ficou a cargo da Castra Leuca - Tuna Masculina do Instituto Politécnico de Castelo Branco. Com os temas "Comboio da Beira Baixa", "Academia Albicastrense", "Medley Albicastrense" e "Hino Castra Leuca", animaram o público presente, aproveitando a ocasião para elogiar o trabalho desenvolvido pela Estudantina Académica de Castelo Branco.


A quarta tuna a concurso foi o Real Tunel Académico - Tuna Universitária de Viseu. Com 22 elementos em palco, iniciaram o seu espectáculo com o tema "Rua Escura 43", numa homenagem à tasca Boquinhas, em Viseu; em seguida, interpretaram o seu instrumental "Trilhos", seguindo-se o tema "Viseu, Terra Nobre". Dedicado às guias, interpretaram "Procurei-te", seguido de "Serenata a um Anjo", onde o seu solista foi fortemente aplaudido pelo público. O Real Tunel terminou a sua actuação com "Homenagem a Hilário" e o já conhecido tema "Borboletas".


A última tuna a concurso foi a Tuna do Distrito Universitário do Porto. Com 24 elementos, apresentaram-se em palco com traje de gala (em homenagem ao centenário da Universidade do Porto), numa disposição clássica típica dos finais do século XIX/inícios do século XX. Iniciaram a sua actuação com um tema cubano, "La Negra Tomasa", prosseguindo para "Quero as Estrelas, Quero o Luar". "Estrela da Tarde" foi o tema que se seguiu, tendo a TDUP estreado, de seguida, a sua versão de "Vejam Bem". O tema "Meu Porto sem Par" finalizou a prestação desta tuna, tendo o pano fechado ao som de "Raparigas Belas".


Enquanto o júri deliberava, subiu a palco a Estudantina Académica de Castelo Branco, tendo sido muito acarinhada pelo seu público. Iniciou a sua prestação com um tema de solista, "O Vento Mudou", ao mesmo tempo que se projectava fotos da tuna e dos seus elementos. A actuação prosseguiu com "Estudante" e com o "Hino", tendo a EACB finalizado, como não poderia deixar de ser, com o tema "Minha Ilusão".


O Júri, composto por:
Duarte Fernandes - Estudantina Académica de Castelo Branco
Bruno Ferreira - Castra Leuca - Tuna Masculina do Instituto Politécnico de Castelo Branco
Filipe Seara - Estudantina de Braga
Paulo Serra - Tusófona - Real Tuna Lusófona
Luís Borges - Tuna Universitária de Aveiro

Atribuíram os prémios da seguinte forma:
Melhor Original - Real Tunel Académico - Tuna Universitária de Viseu
Melhor Estandarte - Copituna d'Oppidana - Tuna Académica da Guarda
Melhor Instrumental - Real Tunel Académico - Tuna Universitária de Viseu
Melhor Pandeireta - Copituna d'Oppidana - Tuna Académica da Guarda
Melhor Solista - Real Tunel Académico - Tuna Universitária de Viseu
2.ª Melhor Tuna - Copituna d'Oppidana - Tuna Académica da Guarda
Melhor Tuna - Real Tunel Académico - Tuna Universitária de Viseu

A organização atribuiu o prémio de Tuna mais Tuna à Bruna - Tuna Universitária da Figueira da Foz e as guias atribuíram o prémio de Melhor Serenata à Copituna d'Oppidana - Tuna Académica da Guarda.


A festa seguiu noite dentro na discoteca Kimica, tendo o almoço de despedida tido lugar na sede do Sport Benfica e Castelo Branco.


Como pontos positivos, há que realçar o convívio proporcionado pela EACB entre todos os participantes e amigos, com a preocupação de que tudo corresse pelo melhor; como ponto negativo, há a destacar alguns comportamentos menos correctos por parte de algumas tunas participantes que, tendo causado estragos e distúrbios nos espaços de festival, em nada dignificam a sua tuna e as tunas, no geral.

 

Parceiros