Portugaltunas - Tunas de Portugal

/5 ( votos)

FITU Cidade do Porto: Católica vence.

Um FITU Atípico E Em Contingência.

Num FITU Cidade do Porto atípico e em plena contingência, decorreu mais uma edição do mais antigo certame competitivo de Tunas de carácter internacional organizado em Portugal.

A noite de sexta contou com a participação da Tuna Feminina do OUP, da Tuna de Medicina da Universidade do Porto que "recuperou" neste FITU essa pérola intitulada "Quero" e com a presença de alguma "Velha Guarda", passando pela Tuna Universitária de Almería numa actuação de "mainstream" e terminando com a Tuna da Universidade Católica Portuguesa - Porto numa esperada confirmação do seu habitual nivel.

Corredores a contrastar com a assistência, tendo esta estado em bom número em ambas as noites apenas com algumas pequenas clareiras na Tribuna, tendo os restantes lugares ocupados com aficionados de Tunas e as habituais claques nesta edição em particular, que contou com quatro Tunas da Academia do Porto, um claro sinal dos tempos de contingência.

Notória nas duas noites a contigência sonora que diminuiu drasticamente a qualidade sonoplasta das várias prestações apresentadas. Contingência também apresentada no cumprimento dos tempos de actuação das várias Tunas a concurso que levou não raras vezes a assistir-se ao fecho do pano de cena em plena actuação das Tunas, fazendo lembrar outras ocasiões tunantes que pese serem no mesmo cenário, decorrem noutros moldes. Em contingência igualmente apresentaram-se os Jograis, longe de outras eras, bem como o cenário de palco a contrastar claramente com o cuidado habitual nesse campo que o FITU regra geral sempre apresentou.

A noite de Sábado ofereceu a Tuna de Engenharia a um nivel interessante e com muito elementos em palco, passando pela prestação da TUIST que não descurando o seu habitual nivel poderia ter tido uma prestação mais positiva, terminado a parte competitiva com a Tuna da FEP ao seu nivel habitual.

A constrastar com toda esta contingência esteve a Tuna Universitária do Porto que levou a palco e em particular na noite de Sábado um misto geracional que nos mostrou dois momentos completamente distintos mas em simultâneo: a Universitária de outros tempos e a TUP de hoje, tendo esse figurino o condão de ter transportado o publico para tempos remotos com temas como "Charamba", "Samba em Prelúdio" ,"Janelas do Porto" ou ainda a "Jota de la Virgen de los Peligros", podendo toda esta nova geração ouvir e ver ilustres e distintos Tunos em acção como sendo José Costa, "Ampola", Eduardo Coelho ou ainda António Sérgio, para lá de outros.

A 2ª parte - embora sem interrupção - da actuação da TUP na noite de Sábado seguiu pela mão dos "mais novos" com temas como "Timor" - e mais uma vez aplauso de pé - "Guantanamera" ou "Nasci, Sonhei, Cresci, Amei", numa "solução" que contrastou em pleno com toda a linha desta edição do FITU.

Nota ainda para a falta da Tuna Mexicana anunciada - e por motivos infelizmente ponderosos.

Desta edição do FITU fica para a história a listagem dos premiados:

Melhor Interpretação Musical: Tuna de Medicina da U.P.
Melhor Pandeireta: Tuna da Universidade Católica Portuguesa - Porto
Melhor Estandarte: Tuna de Engenharia da U.P.
Melhor Solista. Tuna de Medicina da U.P.
3ª Melhor Tuna: Tuna de Engenharia da U.P.
2ª Melhor Tuna: Tuna do Instituto Superior Técnico de Lisboa
Grande Prémio FITU Cidade do Porto: Tuna da Universidade Católica Portuguesa - Porto

Parceiros