Portugaltunas - Tunas de Portugal

FITAs 2010
/5 ( votos)

FITAs 2010

A Reportagem De Mais Um FITAs Em Castelo Branco


Decorreu este fim de semana mais um FITAs, desta vez a 11ª Edição, com a presença das seguintes Tunas:

- Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra
- Carpetuna - Real Tuna Masculina da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova
- Desertuna - Tuna Académica da Universidade da Beira Interior
- Tuna Universitária de Plasencia (Espanha)
- Imperial Neptuna Académica da Figueira da Foz

Os Tunos começaram a chegar a Castelo Branco na Sexta Feira para a Noite de Serenatas que decorreu na Escadaria da Câmara Municipal de Castelo Branco. Perante uma boa assistência que resistiu apesar do frio, apresentaram-se as Tunas a concurso, assim como as Tunas Femininas Convidadas:

- TAFIPCB – Tuna Académica Feminina do Instituto Politécnico de Castelo Branco
- Moçoilas - Tuna Feminina da Universidade da Beira Interior
- Adufótuna - Tuna Feminina da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova

No Sábado à tarde decorreu o Passacalles no Centro Cívico da Cidade de Castelo Branco, onde as Tunas espalharam música e alegria pelos Albicastrenses.

À noite, num Cine Teatro Avenida bem composto, iniciou-se o FITAs 2010 com a actuação da Tuna da casa, Castra Leuca – Tuna Académica Masculina do Instituto Politécnico de Castelo Branco. Apresentaram uma música composta de propósito para abrir o Festival, tocando logo de seguida “Academia Albicastrense”

Iniciou o concurso a Tuna Universitária de Plasencia. Apresentaram “La viajerita”, “Cancion Hihuairyno”, “Amalia Rosa” e “Barrio Brujo”. Destacou-se nesta actuação a qualidade já habitual nas Tunas de Espanha assim como o seu bom humor.

De seguida apresentou-se a Imperial Neptuna Académica da Figueira da Foz com “Broncos by the mountain Gandarez”, “Estou além”, “Instrumental”, “Problema de Expressão” e o seu “Mix Figueirense”. Destacou-se a sua qualidade musical e sonoridade fora do habitual.

Em continuação apresentou-se a Carpetuna - Real Tuna Masculina da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova com “Caloiro”, “Arraial da Cerveja”, o instrumental “Para ti Pastilhas” dedicado a Carlos Pinto, um Carpetuno que já não está entre nós. Continuaram com “Rapsódia” e “Fadinho Mal Cheiroso”. Fica marcada esta actuação pela irreverência e humor do seu apresentador.

Depois do intervalo seguiu-se a Desertuna – Tuna Académica da Universidade da Beira Interior. Apresentaram “Toninho”, “Covilhã”, e a sua “Odisseia” com os seus 4 capítulos “I. Praia Lusitana, II. A Nau e o Sonho, III. Adamastor, IV. Chegada à India.” Destacaram-se os seus pandeiretas e estandartes assim como a excelência dos seus arranjos musicais.

Finalizou o concurso a Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra iniciando com um belo Fado de Coimbra, seguindo-se “Coimbra dos Amores”, “Canções do Mondego”, “Cantar de Estudante”, o instrumental “Às vezes”, “Voar” terminando com a sua “Balada”. Destacaram-se os excelentes arranjos musicais e vocais.

Enquanto o júri decidia os prémios, apresentou-se novamente a Castra Leuca com os temas “Medley Albicastrense”, o seu novo instrumental “Ce proibi le chien in the water” terminando com “Hino Castra Leuca”.

No final, os prémios foram atribuídos da seguinte forma:

- Melhor Tuna - Desertuna - Tuna Académica da Universidade da Beira Interior
- 2ª Melhor Tuna - Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra
- Tuna + Tuna - Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra
- Melhor Solista - Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra
- Melhor Instrumental - Desertuna - Tuna Académica da Universidade da Beira Interior
- Melhor Pandeireta - Desertuna - Tuna Académica da Universidade da Beira Interior
- Melhor Porta-Estandarte - Desertuna - Tuna Académica da Universidade da Beira Interior
- Melhor Pasacalles - Desertuna - Tuna Académica da Universidade da Beira Interior
- Melhor Serenata - Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra
- Melhor Arranjo Vocal - Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra
- Melhor Original - Desertuna - Tuna Académica da Universidade da Beira Interior

A festa continuou pela noite dentro terminando no dia seguinte com o almoço de despedida.

Deixo os parabéns à Castra Leuca por mais um excelente Festival e que venha o FITAs 2011!!


Deixo também duas referências negativas, as quais nada têm a ver com a organização que esteve irrepreensível, mas que convém serem referidas:

- Tunas que não sabem estar e tocar numa Serenata;

- Tunas que em plena actuação desaparecem com um prémio da mesa de honra, prémio esse que na hora da entrega dos mesmos se manteve “desaparecido”. Muita gente viu…

Parceiros