Portugaltunas - Tunas de Portugal

FESTUM - III Festival de Tunas Mistas da Cidade de Coimbra
/5 ( votos)

FESTUM - III Festival de Tunas Mistas da Cidade de Coimbra

O Resumo Do Festival Que Virou Encontro

FESTUM - III Festival de Tunas Mistas da Cidade de Coimbra
O Resumo do Festival que virou Encontro

No passado dia 14 de Outubro de 2010 decorreu o III FESTUM - Festival de Tunas Mistas da Cidade de Coimbra organizado pela Associação de Estudantes da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra inserido num evento designado de "Semana Cultural".
Este Festival decorreu pela primeira vez no Auditório da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra, teve início por volta das 22h com menos de meia casa cheia e contou com a presença de apenas 3 Tunas:
• Tu Na D'ESTES: Tuna Académica da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra
• Quantunna: Tuna Mista da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra
• K&Batuna: Tuna Académica Mista da Escola Superior de Educação de Coimbra

A primeira Tuna a subir ao palco foi a Tu Na D'ESTES que iniciou a sua actuação com o tema "Fado Português" de Amália Rodrigues/Alain Oulman/José Régio, seguindo-se "Canção de Embalar" de Zeca Afonso, o original "Eterno Beijo" e "Homenzinho (Retrato D'Homenzinho Pequenino com Frasco)" da Banda do Casaco (1976). Terminaram a actuação com o tema "Ressaca", tema da extinta Tuna Académica da AC da UCP de Viseu.
A 2ª a actuar foi a K&Batuna que apresentou um instrumental madeirense "Eu sou feliz", seguindo-se um tema açoriano "Os Bravos" na voz da solista Mariana Gaspar. Interpretaram ainda os originais "Cerne dos Amores" e "Grelo", o seu "Instrumental" finalizando a actuação com mais um original "Balada da Saudade".
A última Tuna a actuar foi a Quantunna que, como já é habitual, apresentou um repertório composto apenas por temas originais. Iniciaram a actuação com o tema "Panrico com banana", seguindo-se "Vida de Caloiro", "Festa das Latas", "Cordas Novas", o instrumental "Fragmentos de la Luna e "Trupe, Trupe, Trupe". Finalizaram a actuação com "O Vinho".

Subiram ainda a palco alguns elementos da Tu Na D'ESTES disfarçados, compondo um Tuna africana no mínimo diferente. Não foi uma iniciativa inédita uma vez que esta ideia de criação da "Tuna Universitária os Filhos de Maputo" foi originalmente concebida por colegas da academia açoriana em 2009 no I FESTIM. Interpretaram adaptações do tema "Iolanda" um 3 em 1 com "Na ri na", "Sodade" e o "Pai da Criança" e finalmente uma adaptação do tema "Fitiço di Funana". Um momento de boa disposição e algum humor à mistura.

De destacar a presença de apenas 3 Tunas, neste evento que tinha por objectivo fomentar o convívio entre as Tunas Mistas da cidade de Coimbra. No entanto a maior mudança desta edição foi o facto de o FESTUM ter "perdido" o júri e os prémios transformando-se na realidade num encontro de Tunas. Esta situação veio "sem querer" resolver um outro problema que poderia ter sido causado pela organização ao ter mudado o palco do evento para um espaço não neutro, uma vez que o palco deste ano é o palco da Escola que a Tu Na D'ESTES representa.

No final a opinião das Tunas presentes relativamente à organização deste evento foi consensual e claramente negativa.


Apesar de todas estas contrariedades, destaca-se no entanto pela positiva a relativamente boa condição do som contribuindo ainda para este efeito a boa acústica do Auditório da ESTES Coimbra.

Apesar das várias contrariedades alusivas à organização do evento, parabéns às Tunas presentes pela forma digna em que cumpriram o seu papel ao apresentar o seu espectáculo ao público presente.

Parceiros