Portugaltunas - Tunas de Portugal

Curtas & Boas
/5 ( votos)

Curtas & Boas

Curtas & Boas Com Diogo Bastos



- Tuno até morrer ou Tuno com prazo de validade?

Tuno até debaixo de água, tuno em terra e ar. Ser tuno está no sangue e será até morrer. Quanto a actividade isso já é outra coisa mas mesmo que não se consiga ir aos ensaios ou actuações, há sempre os jantares de confraternização.

- Tuna do garrafão ou do ensaio ?

O ensaio leva ao garrafão e o garrafão leva ao ensaio. Estão interligados mas o garrafão só depois das responsabilidades. Se for antes, que seja com moderação.


- Festival ou Encontro?

Tudo o que seja para tocar, representar a tuna e animar serve, no entanto o festival tem outra adrenalina.

- Mulher Gorda ou Primavera de Vivaldi?

Como diria Marco Paulo " Uma Lady na mesa, uma louca na cama...". Neste caso havendo matéria, uma peça clássica é sempre um toque de classe mas por vezes é preciso uma Mulher Gorda para animar a malta.


- Pasacalles ou Serenatas?

Serenatas, sem dúvida.


- Tuna que é tuna vira camas do avesso ou deita-se nas que faz?

Virar camas do avesso, só se for a fazer o amor.


- Mais vale 5 minutos de má fama do que esperar 5.000 para ter da boa?

Má fama, boa fama, isso por vezes é relativo. O que na China por vezes é espetacular, aqui é repugnante. É tudo uma construção cultural. Contudo se houver nível, cordialidade e respeito, não há o problema de alguém se deitar numa cama de espinhos. O que importa é o sentimento de dignificar a instituição e o espírito tuneril.

- Quem não aparece está morto ou nem por isso?

Por vezes é preciso hibernar, como fazem os ursos. Quando falta matéria humana, por vezes é preciso recrutar, quando é preciso renovação de repertório é preciso ensaiar com mais afinco. Tudo isso leva tempo para preparar e maturar. Não aparecer não significa desaparecer e mesmo as tunas que já pouco estão activas nos circuitos de espetáculo, têm as suas dinâmicas internas de convívio e camaradagem. O que conta por vezes é a amizade, o respeitar da memória e da instituição.

 

Diogo Pereira "Cuco" - Cancioneiro Universitário do Campo Alegre desde 2006 e Tuna do Distrito Universitário do Porto desde 2014.

Parceiros