Portugaltunas - Tunas de Portugal

Comunicado do C.U.C.A. - Tuna de Letras da U.Porto
/5 ( votos)

Comunicado do C.U.C.A. - Tuna de Letras da U.Porto

Tuna Da Faculdade De Letras Da Universidade Do Porto Envia Carta À Comunidade Académica

À comunidade académica,

O CUCA - Cancioneiro Universitário do Campo Alegre - Tuna da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, fundada a 5 de Março de 1990, batizada pela Tuna Universitária do Porto, é, desde a sua génese, um prestigiado grupo propagador das tradições académicas da mui nobre Faculdade de Letras da UP, bem como da cidade do Porto. A Tuna de Letras do Porto, como qualquer grupo que desenvolve a sua atividade no âmbito musical, contribui para o desenvolvimento das capacidades e talentos inatos de cada um. Como forma de propagar as tradições musicais portuguesas, temos vindo a espalhar pelos palcos nacionais e internacionais a nossa música, assim como as cores da nossa mui nobre Faculdade de Letras. Cada jovem universitário que abraça o projeto que propomos à comunidade académica, tem possibilidade de experimentar um manancial de vivências, emoções e ensinamentos que vão contribuir para o seu desenvolvimento como homens. O CUCA é um organismo real, palpável e reconhecido como um estandarte das tradições académicas por uma serie de instituições, associações e grupos homólogos de outras Faculdades e Universidades em todo o país.

Como organização autónoma, o CUCA é regido por estatutos próprios e invioláveis, criados aquando da sua fundação e ainda vigentes! Estes preceitos, pedras basilares da nossa regência interna, têm, paulatinamente, sido postos em causa por indivíduos pertencentes à denominada "praxe" de Letras.

Esta situação verifica-se, em primeiro lugar, pela imposição da obrigatoriedade, por parte da referida "praxe", de participação ativa nas suas atividades dos elementos que pertencem à Tuna. Desde que seja essa a vontade destes elementos, a instituição CUCA não vê qualquer problema em firmarem o seu percurso praxístico, como complemento ao seu percurso académico. No entanto, fazerem disto uma condição sine qua non para pertencer à Tuna, é completamente descabido! 

Como se não bastasse quererem obrigar a Tuna a fazer algo assim tão absurdo, têm havido situações por parte de elementos da "praxe", mandatados pelos seus "líderes", que visam os novos alunos de Letras. Entre testemunhos falsos e desinformação, existe uma panóplia de ações negativas tendo por alvo o CUCA para com os novos alunos. Isto parte de elementos da "praxe", no exercício das atividades praxísticas. Elementos esses que, além de não saberem o que é ser da Tuna, deveriam aproveitar o tempo para o gozo ao Caloiro propriamente dito. Ainda assim, deixamos o repto para, se o desejarem, juntarem-se ao CUCA.

Àqueles alunos que pensam pelas suas cabeças e que escolhem pertencer também à Tuna de Letras, são-lhes feitas ameaças, ultimatos, pressão focalizada, para os demover do seu contributo ao CUCA e, por conseguinte, variar o seu percurso académico. Tudo feito por elementos da dita "praxe" com total conivência dos seus "superiores". Estes, perante provas por demais evidentes, rejeitaram os nossos apelos e nada fizeram para parar estas atitudes. Isto é absolutamente inaceitável!

 

O CUCA pertence aos seus elementos! Estes elementos são livres de exercerem a sua atividade praxística, associativa, etc., não lhes podendo ser vedado esse direito! Da parte da "praxe" de Letras não é isto que acontece. Destas atitudes, constata-se uma tentativa de aumento do poderio caduco da "praxe" de Letras. Assim, o CUCA - Cancioneiro Universitário do Campo Alegre - Tuna de Letras do Porto vê-se obrigado a romper com o vínculo à "praxe", pois esta impede o normal desenvolvimento das suas atividades.

 

Ad Gloriam,
CUCA

 


Parceiros