Portugaltunas - Tunas de Portugal

Como criar uma Tradição...
/5 ( votos)

Como criar uma Tradição...

Uma

Como explicar alguns dos "trajes" e "tradições" que por aí pululam? Será complicado? Cá vai uma entre milhares possiveis....


A Tuna XPTO adoptou o Traje de Luzes espanhol porque a sua Universidade faz paredes meias com a Praça de Touros da cidade onde está sediada. Até aqui tudo "porreiro, pá"; frequentemente os alunos dessa universidade frequentavam o mesmo café que os toureiros e forcados que sempre antes de uma faena iam ao mesmo "tasco" beber uns e outros; vai daí, a relação do traje de luzes com a academia que era na porta ao lado; o traje de luzes é distinto, tradicional até e para lá de bonito, eloquente e com "panache", marcando a distinção que inclusivé era imagem de marca também dessa universidade que por acaso, o seu curso mais representativo seria o de Alta Costura, com fortes ligações ao mundo da moda Madrileno até, para lá de ter como Professor Doutor Convidado o distinto Pedro Almodovar.

Mais até, tinha programa Erasmus com a frequência de muitos alunos espanhois e mexicanos, o que corroborava a forte ligação ao meio Tauromáquico. Pedrito de Portugal foi até presidente da A.E. em tempos idos e Ricardo Chibanga fora solista da Tuna em meados dos anos 90. E que saudades daquela fornada de pandeiretas de 2003 oriunda dos Forcados Amadores do Aposento da Moita. A Tuna alcançou até feitos inimagináveis como sendo p.ex o prémio para a Melhor Tuna no FITU "Vila de Barrancos".

Resumindo: O responsável por esta tradição é em ultima análise o Sr. Teixeira Lopes da Imobiliária Lopes & Lopes Ldª porque foi ele que proporcionou à Universidade em questão um espaço para exercer a sua actividade que, por mero acaso, é porta com porta com...a Praça de Touros (o que foi uma sorte pois o Reitor à época - Prof. Dr. por extenso Palha Ribeiro Telles - esteve quase a arrendar um espaço paredes meias com a Pensão da Conga e aí seguramente a "tradição" seria bem mais "engraçada" a ver pela indumentária da Madame Isabela e suas "sobrinhas" que durante esse tempo de negociações apelidavam a "patroa" - carinhosamente mas de forma vanguardista - de "Reitora").


Post Scriptum: Qualquer semelhança entre este exemplo e a realidade não é pura coincidência.

Parceiros